i

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Montagem da estrutura da VIII Feira de Negócios do Vale do Açu começou em ritmo acelerado


SAM 0110
Faltando apenas um dia para o início da VIII Feira de Negócios do Vale do Açu, a equipe da Arte Montadora, empresa responsável pela montagem de 80% da estrutura da Feira, com mais de 40 operários trabalhando desde às primeiras horas desta terça-feira dia 8, já começa a revelar a dimensão grandiosa da estrutura que essa oitava da Feira de Negócios do Vale do Açu oferecerá aos expositores e visitantes que se farão presentes nestes dias 10, 11 e 12 de novembro na Praça de São João Batista, Centro de Assú.

O presidente da CDL de Assú, Wild Diniz acredita que esse evento, já tradicional na região, vem crescendo a cada ano graças a credibilidade dos Lojistas que compõe a diretoria da Câmara e de seus parceiros. "São instituições fortes, comprometidas com o desenvolvimento de nossa região, por isso que a cada ano o evento fica maior, e esse ano não será diferente". Afirma Wild Diniz

Para que funcione tudo dentro do programado, a diretoria local da CDL preparou uma equipe e está cuidando de todos os detalhes. Lembrando o coordenador da Feira, Edilson Júnior, que os Lojistas expositores poderão pegar seus crachás na sede da CDL de Assú, logo na quinta-feira pela manhã, a partir das 10 horas e a partir das 12 horas a área de exposição já estará aberta somente para que os expositores, para que eles possam arrumar seus estandes.

*Por Jeová Junior

Prefeitura de Ipanguaçu executa desobstrução de canal que abastece a segunda maior lagoa do RN, beneficiando mais de mil famílias



A prefeitura de Ipanguaçu está realizando a limpeza do “Canal do Major”, desobstruindo o leito do trecho de 3,5 km que leva água do Rio Pataxó para a Lagoa da Ponta Grande, segunda maior lagoa natural do Rio Grande do Norte. A limpeza busca retomar o abastecimento do reservatório, minimizando danos as mais de 1.000 famílias que residem nas comunidades por ele abastecidas: Picada, Itú e Porto.

Vale ressaltar que, assim como a Lagoa da Ponta Grande, o assoreado Rio Pataxó vem sofrendo crescente desabastecimento desde o mês passado. O Canal do Pataxó, que abastece o rio com água oriunda da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no município de Itajá, está com sérios problemas estruturais e sofre com o desvio criminoso de água, fazendo com que muito do precioso líquido se perca pelo caminho. Em alguns pontos do rio, a situação é crítica, prejudicando especialmente os agricultores familiares ipanguaçuenses. A Prefeitura teve que montar uma estrutura de carros pipas para abastecer famílias com água potável.

“Estamos cobrando do governo estadual a regularização da situação do Canal do Pataxó, que é simples de se resolver, mas é da competência do Estado. Mandamos o oficio nº 116 à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos no último dia 30 de setembro, mas até agora não obtivemos sequer resposta. Quando isso acontecer, quando as obras iniciarem, aí sim, tanto a Lagoa quanto o Rio voltarão ao normal, independente de chuva ou sol”, explicou o prefeito Leonardo Oliveira.

O prefeito afirmou ainda que também tem cobrado do Governo Federal o início das obras de macrodrenagem do Rio Pataxó. O convênio entre o Ministério da Integração Nacional e o Governo do Estado já foi assinado, mas os trâmites burocráticos para a liberação dos recursos, estimados em mais de R$ 7,3 milhões, ainda estão sendo cumpridos. “Estive em Brasília no último dia 18 de outubro, acompanhado da deputada federal Fátima Bezerra, cobrando pessoalmente do secretário executivo do Ministério a Integração Nacional, Alexandre Navarro, e do secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, o início dessas obras. Precisamos que isso saia do papel o quanto antes. E não mediremos esforços para que isso aconteça”, disse Leonardo.

Para o prefeito Leonardo Oliveira é importante que haja o engajamento de todos da bancada federal do RN. “A deputada Fátima é a única que esta em cima desde o início comigo para que esse projeto aconteça. Precisamos da ajuda dos outros deputados, senadores e do governo do Estado, antes que será tarde demais e venha a acontecer mais uma inundação e mais perdas para o nosso povo e para a nossa economia. Não serão gastos R$ 7,3 milhões no Rio Pataxó, serão investidos, pois essas obras trarão muitos benefícios”, ressalta Leonardo.

O assoreamento do Rio Pataxó tem provocado prejuízos milionários em Ipanguaçu, ano após ano. Nos últimos 20 anos elas tem se intensificado. Só entre 2008 e 2011, ocorreram três grandes enchentes, que devastaram plantações, invadiram e derrubaram casas, desabrigaram centenas de famílias e isolaram milhares de pessoas em diversas comunidades rurais. Por conta dos prejuízos, empresas de fruticultura, instaladas em Ipanguaçu, demitiram mais de 1500 pessoas, o equivalente a mais de 10% da população ipanguaçuense.

TCU recomenda suspensão do início das obras da barragem de Oiticica

O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou a suspensão do início das obras da barragem de Oiticica, em Jucurutu, por indícios de irregularidades graves encontradas durante realização do Fiscobras 2011. As constatações são resultado de fiscalizações realizadas de novembro de 2010 a outubro de 2011, em 26 obras de infraestrutura no país, com o objetivo de verificar a correta aplicação de recursos federais em obras públicas. Essa foi a única do Estado a aparecer na lista do TCU.
  As informações do Tribunal serão enviadas ao Congresso Nacional para subsidiar a elaboração da Lei Orçamentária Anual de 2012, nos termos fixados pela lei 12.465/2011, e servem para evitar que sejam alocados recursos para essas obras irregulares.
  De acordo com o secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Gilberto Jales, o TCU colocou objeção no projeto, que estava previsto para ser iniciado ainda neste ano, alegando que o orçamento apresentado pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) está em desacordo com o Sistema Nacional de Preços e Índices para a Construção Civil. O Sinapi é uma tabela de preços de referência, criado pela Caixa Econômica Federal (CEF).
  Segundo Gilberto Jales, a medida cautelar determina que, enquanto não se julgar esses contra-argumentos, não se repasse recursos para a obra. Mesmo assim, ele explicou que a Semarh já apresentou justificativa, esperando que seja mantida a licitação. Essa é a segunda vez que o TCU questiona a obra. 
  O secretário afirma ainda que, mesmo com as dificuldades enfrentadas, o Estado continuará com o projeto inicial apresentado pelo Dnocs e só fará outro projeto se não tiver como resolver as pendências apontadas.
  A obra da barragem de Oiticica está orçada em R$ 350 milhões, com prazo de dois anos para o seu término. No entanto, as supostas irregularidades indicadas pelo TCU são referentes às obras físicas, orçadas em R$ 210 milhões.

DO DNOCS AO ESTADO 
As obras da barragem de Oiticica, em Jucurutu, que seriam realizadas pelo Ministério da Integração Nacional, foram transferidas para o Governo do Estado em outubro passado, a pedido do vice-governador Robinson Faria, então secretário da Semarh. 

IMPORTÂNCIA DA OBRA 
A construção da barragem de Oiticica tem sido reivindicada por empresas de fruticultura e moradores que vivem à montante da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Itajá, que sofrem com as enchentes dos anos de forte inverno. A expectativa do governo é que a obra milionária sirva para conter as águas do rio Piranhas-Açu, evitando novas inundações.
Por Jornal de Fato

Imagem peregrina da padroeira de Florânia visitará paróquia de Ipanguaçu na próxima sexta-feira


Uma grande celebração eucarística está inserida dentro da programação traçada pelas paróquias de Ipanguaçu e de Florânia, cidade da região do Seridó, para marcar, nesta próxima sexta-feira, 11 de novembro, a recepção à imagem peregrina de Nossa Senhora das Graças, padroeira dos católicos floranienses. A recepção à imagem está prevista para sete horas da noite de sexta-feira, na comunidade de Pedrinhas. 

Quem trouxe todas as informações sobre tal programação foi o vigário titular da paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, em Ipanguaçu, padre Francisco César de Bessa.No seguimento, o padre César Bessa adiantou que a paróquia de Nossa Senhora de Lourdes já está focada na discussão e planejamento das atividades da igreja católica para 2012 e, neste contexto, está previsto um encontro que ocorrerá dia 10 de dezembro. O pároco de Ipanguaçu também confirmou o início dos preparativos com referência à festa da padroeira da cidade.

Por Rádio Princesa do Vale

Arena das Dunas pode virar palco do Carnatal

Construtora estuda adaptações no estádio após Copa de 2014 para receber o evento

A Arena das Dunas, estádio da Copa 2014 em Natal, terá seu projeto adaptado para receber a estrutura do Carnatal, maior carnaval fora de época do país e a maior festa popular do Rio Grande do Norte. A OAS, empreiteira que está construindo o estádio que vai abrigar quatro partidas da primeira fase do Mundial, estuda utilizar as arquibancadas móveis localizadas atrás das traves de gol, que representam 10 mil do total de 42 mil assentos da arena. Após a Copa do Mundo, os módulos seriam retirados para funcionar como um corredor para passagem de trios elétricos, ou como palco principal para realização de shows e eventos culturais.


Tradicionalmente realizado no largo do Machadão, evento terá novo percurso Foto: Ana Amaral/DN/D.A Press
O interesse da OAS, parceira do Governo do Estado na formação da Sociedade de Propósitos Específicos Arena das Dunas (SPE), tem uma razão econômica. A Arena das Dunas não se sustenta apenas de futebol. "Estudos técnicos estão sendo feitos para adaptar a Arena para receber tanto eventos esportivos quanto shows. O Carnatal poderá ser realizado tanto no entorno quanto até mesmo dentro da Arena", disse o diretor da SPE, Charles Maia, durante reunião técnica ontem na sede do Ministério Público Estadual (MPE). Pelo contrato firmado após a licitação, a OAS será a mantenedora da Arena das Dunas por 20 anos.

Por enquanto, o Governo do Estado não se mostrou contrário aos interesses da OAS, nem da Destaque Promoções, que realiza o Carnatal e que já procurou a Secretaria Extraordinária para Assuntos Relativos à Copa (Secopa) manifestando interesse em realizar a festa no mesmo local onde ocorreu até o ano passado, no entorno do Machadão/Machadinho, hoje em escombros. "A OAS acatou a sugestão da Destaque. A empresa está pensando em fazer essa adaptação, e pode fazê-la, uma vez que manterá o estádio por duas décadas. O Carnatal, por sinal, movimenta a economia, e o Go verno do Estado sempre apoiou sua realização", afirmou o coordenador da Secopa, João Fernandes.

Todos os anos, o Carnatal chega a receber mais de um milhão de foliões no início do mês de dezembro. A edição 2011 do evento será um teste da viabilidade econômica da festa e da nova estrutura, sem os 800 metros ao redor do Machadão e Machadinho. Os camarotes estão sendo montados dentro do canteiro de obras da Arena, voltados às avenidas Prudente de Morais e Lima e Silva. "Mas os foliões não vão ter acesso ao local onde ficam os operários. Haverá um alambrado a dois metros do tapume para impedir o acesso", destacou o coordenador da Secopa.


Sérgio Henrique Santos // 

PUBLICIDADE DA 1ª FEIRA DE NEGÓCIOS DA AGRICULTURA JÁ COMEÇA A SER FEITA


Uma grande mostra do trabalho desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável Betel, junto às Associações Comunitárias e rurais, será feita na 1ª Feira de Negócios da Agricultura esse mês, em Assu.
 
Standes com exposição de produtos – doces, polpa de frutas, legumes e hortaliças – artesanatos, palestras e apresentações culturais e musicais fazem parte do cronograma da Feira, segundo informações passadas por Pedro Cavalcante Albano, gestor do Instituto Betel.
 
Grandes nomes da música regional, nacional e internacional estarão neste evento que, promete ser, um dos maiores realizados em Assu, na Praça São João Batista, no centro da cidade.
 
A dupla de forró Sirano & Sirino abrem (24) a parte musical da Feira. 
 
No dia seguinte (25), a Banda Circuito Musical e no encerramento (26), uma programação gospel especial acontecerá neste dia, com as Bandas Ágape e Deybson Wérick, culminando com a pastora e cantora, conhecida nacional e internacionalmente, Fernanda Brum.
 
“É a primeira vez que uma cantora desse porte vem ao Assu”, disse Pedro Cavalcante, coordenador geral da Feira.Cartazes de evento, spots de rádio e carro de som já estão sendo organizados a partir de hoje. O Instituto Betel também tem suas páginas nas Redes Sociais e Programa de Rádio:
Twitter: @idsbetel
Enviado por Mirley Araujo

A JUSTIÇA ELEITORAL INFORMA

“CIRCULAR AOS PARTIDOS POLÍTICOS
INSTRUÇÕES SOBRE PRESTAÇÕES DE CONTAS 2011 e 2012″
INFORMO AOS PARTIDOS E FILIADOS QUE AS INSTRUÇÕES ABAIXO
SÃO PREVISTAS EM LEI E NAS INSTRUÇÕES INTERNAS DO TRE/TSE

 O SISTEMA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PARTIDÁRIAS FOI SUSPENSO, E ATÉ QUE O TSE FORNEÇA O NOVO SISTEMA AS PRESTAÇÕES DE CONTAS PODEM SER ELABORADAS MANUALMENTE OU POR SISTEMA PRÓPRIO, DESDE QUE PRESENTES TODAS AS PEÇAS OBRIGATÓRIAS;
  1. DEVE-SE OBSERVAR O PLANO DE CONTAS ESTABELECIDO PELA INSTRUÇÃO NORMATIVA TSE Nº 4/1997, DISPONÍVEL NO SITE DO TSE;
  2. A PARTIR DE JANEIRO DE 2012 ENTRA EM VIGOR O NOVO PLANO DE CONTAS PARTIDÁRIAS APROVADO PELA PORTARIA 521/2011 – TSE;”
  3. Artur Nascimento da Costa – 29ª Zona Eleitoral

    Por Registrando

MEC pode suspender 30 instituições por nota baixa no Enade

O Ministério da Educação deve anunciar nos próximos dias o descredenciamento de dezenas de faculdades, que ficarão proibidas de receber novos alunos.

Serão atingidas pela medida as instituições que, pela terceira vez seguida, tiraram nota menor do que três no Enade (numa escala que vai até 5), o exame que avalia os alunos dos cursos de graduação.

A exclusão de faculdades do sistema por causa de notas baixas no Enade não é inédita. Mas, desta vez, a “pancada” deve ser “bem maior”, de acordo com técnico da pasta que acompanha as avaliações.

O número de escolas excluídas pode chegar a 30.