i

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Sisu: 330 vagas ainda estão sem alunos


O percentual de estudantes que confirmaram sua matrícula na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (SISU) na Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) foi menor que na primeira chamada de confirmação. Até o final da manhã de ontem, apenas 32,58% das vagas ociosas foram preenchidas.
 

Das 491 vagas que restaram para serem ocupadas depois do listão de aprovados da primeira chamada, apenas 160 estão preenchidas. Com isso, uma terceira oportunidade será criada. O problema na confirmação de matrícula levou o Ministério da Educação a modificar a estratégia de cadastros nessa chamada complementar. Será fechada uma lista envolvendo os aprovados e também os suplentes. Assim, as universidades poderão ocupar as vagas em aberto de acordo com a lista, sem que seja necessário abrir mais um período de inscrição.
 
A inscrição para a terceira e última chamada do Sisu está prevista para acontecer durante o período de 1° a 3 de março, com resultado no dia 5. Já, a matrícula será realizada em apenas um dia: 9 de março.
 
A pouca procura tem criado problemas em efeito dominó. A lentidão em que as vagas estão sendo preenchidas foi um dos motivos para o adiamento do início do semestre letivo da Ufersa para o dia 15 de março. "Instauramos neste ano o sistema de matrícula on-line e estamos com alguns problemas para resolver, além do processo de seleção de professores para o próximo semestre. Todas essas pendências nos obrigaram a adiar o início das aulas", explica o pró-reitor de Graduação, José Arimatéia de Matos.
 
Mas, o "calcanhar de Aquiles" da universidade hoje é detectar o motivo pelo qual os estudantes não estão confirmando sua matrícula. O problema na Ufersa tem acompanhado o desempenho nacional, que conta hoje 51 universidades selecionando seus alunos por meio do Sisu. Para o pró-reitor, parte dos estudantes está "brincando com a universidade pública", isso porque, segundo ele, a maioria dos candidatos já está matriculada em outras universidades, porém mesmo assim continua se cadastrando no MEC apenas para averiguar seu desempenho.
 
A Ufersa descartou a possibilidade de abandonar o sistema nas próximas seleções, porém exige adequações do projeto para que o problema seja solucionado. Na primeira chamada, apenas 40% das vagas da federal foram ocupadas. Para esse segundo momento, mais de 9.300 estudantes entram na disputa. A cifra de alunos matriculados (160) é maior que o índice de aprovados em Mossoró.
 
O curso de Ciência e Tecnologia foi o que ocupou o maior número de vagas.

FONTE: Higo Lima da Redação do Jornal de Fato

PUBLICIDADE: 
 

Quatro apostas acertam as dezenas da Mega-Sena


Cada aposta vai ficar com R$ 18.179.694,01.


Quatro apostas acertaram neste sábado (27) as seis dezenas do concurso 1.157 da Mega-Sena, que pagou prêmio de mais de R$ 72 milhões. O sorteio aconteceu em Florianópolis. 


Os números sorteados foram:  09 - 29 - 41 - 43 - 46 - 49.

A Caixa Econômica Federal (CEF) informou que uma das apostas vencedoras é de Brasília, a outra de Conselheiro Lafaiete (MG), uma de Jundiaí (SP) e outra de São Paulo. Cada uma vai ficar com o prêmio de R$ 18.179.694,01.

Outras 248 apostas acertaram a quina e cada uma vai ficar com R$ 24.207,80. A quadra foi acertada por 19.079 apostas e cada uma vai receber R$ 449,52.

PUBLICIDADE:


Hospital de Assu sem médico de plantão novamente



O hospital regional de Assu, não tem hoje novamente médico de plantão. O ex-prefeito de Areia Branca e médico Ruidemberg Souto, o Beguinho, que está escalado para dar plantão em Assu está trabalhando na cidade de Carnaubais.
Todo final de semana é esse sufoco. A reclamação sobre a falta de médicos já está no twitter. E o jornalista Rodrigo Medeiros disparou: “Muitos assuenses tem recorrido à saúde municipal de cidades menores, como Itajá e Ipanguaçú”.
Já o jornalista César Alves, postou o seguinte comentário: “Aí pegue ambulância levando gente pra Natal e trazendo pra Mossoró”.

FONTE: Valderi Tavare
PUBLICIDADE

Mais de 2 milhões foram afetados por terremoto no Chile, diz presidente

Tremor de magnitude 8,8 deixou ao menos 214 mortos.

O terremoto de magnitude 8,8 que sacudiu o Chile neste sábado (27) e causou 214 mortes segundo os dados oficiais até este momento, afetou 2 milhões de pessoas, disse a presidente chilena, Michelle Bachelet.

“As forças da natureza golpearam duramente nossa pátria e mais uma vez põem à prova nossa capacidade de enfrentar adversidades e ficarmos de pé”, declarou a presidente em um pronunciamento transmitido em cadeia de rádio e TVs do país.

Segundo Bachelet, que sobrevoou de helicóptero as áreas atingidas neste sábado, o terremoto afetou 80% do país e há pelo menos 1 milhão de casas danificadas. A presidente mandou condolência e solidariedade às vítimas e pediu "força" aos cidadãos.

"Todas as autoridades do governo vão colocar toda energia para a volta à normalidade. Temos adiante uma árdua tarefa, não será fácil, requer muito tempo e recursos, mas sobretudo a generosidade e voluntarismo de todos nós", disse a presidente.

Além dos mortos durante o terremoto, o número de vítimas aumenta devido aos tremores secundários. Já foram mais de 50 com magnitude superior a 5 graus registrados desde o abalo de magnitude 8,8 que atingiu a costa do país durante a madrugada. 

Foto: Editoria de Arte / G1 

Veja no mapa as regiões mais atingidas pelo tremor (Foto: Editoria de Arte / G1)

O terremoto, de cerca de um minuto de duração, ocorreu às 3h34 (horário local de verão, o mesmo de Brasília) e atingiu atingiu a região central do Chile, perto de Concepción, 400 km ao sul de Santiago. Na capital chilena, a 325 km de distância, o terremoto estremeceu diversos prédios e várias regiões da cidade ficaram sem energia. Com medo, muitos chilenos saíram às ruas. 

Em entrevista coletiva, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, pediu união dos setores público e privado na reconstrução dos setores essenciais do país. Bachelet, que sobrevoou regiões afetadas de helicóptero, disse que a destruição provocada pelo tremor poderia ter causado um número ainda maior de mortos, o que mostra que muitas pessoas conseguiram deixar suas casas no momento da tragédia.

O tremor foi sentido nos países vizinhos, inclusive no Brasil. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de São Paulo informaram que receberam chamados para verificar pequenos tremores em vários bairros da capital paulista.

O terremoto atingiu a região central do Chile, perto de Concepción, 400 km ao sul de Santiago, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). O epicentro do tremor foi localizado no mar, a 35 km de profundidade, em Maule, a 99 km da cidade de Talca.


Foto: Mario Andrés Vilches/AFP/Reprodução Telesur

Destruição em Santa Cruz, fotografada pelo internauta Mario Andrés Vilches, e fogo em edifício de Concepción. (Foto: Mario Andrés Vilches/AFP/Reprodução Telesur)


Leia, a seguir, algumas das consequências do terremoto no Chile:

AEROPORTO FECHADO
O Aeroporto Internacional de Santiago foi fechado por pelo menos 24 horas. As empresas aéreas TAM e Gol cancelaram voos entre São Paulo e Santiago, no Chile, neste sábado (27).

ALERTAS DE TSUNAMI
Tsunami provocada pelo tremor atingiu a Ilha Robinson Crusoé, próxima a Valparaíso. Na Ilha de Páscoa, também na costa chilena, foi ordenada a retirada dos moradores por conta do risco de tsunami. O Centro de Advertência de Tsunamis do Pacífico, dos Estados Unidos, afirmou que um tsunami pode causar danos na costa do arquipélago do Havaí.

ESTADO DE CATÁSTROFE
Michelle Bachelet, que sobrevoa de helicóptero as regiões atingidas pelo tremor, declarou "estado de catástrofe" nas regiões de Maule, Bio Bio e La Araucanía.

REGIÕES ATINGIDAS
O jornal local “La Tercera” publicou em sua edição on-line um número parcial de mortos por região, que até as 11h49 locais totalizavam 60 pessoas. principal atingida foi a região de Maule, onde ocorreu o epicentro do tremor, com 34 registros.

OUTROS TERREMOTOS
O terremoto ocorreu a poucos dias de se completarem 25 anos de outro tremor que causou centenas de mortes e destruiu várias localidades no litoral central do Chile, em 3 de março de 1985.

  


* Com informações das agências de notícias EFE, France Presse e Reuters
FONTE: G1
PUBLICIDADE:

MAIS DE 60 PREFEITOS PRESTIGIAM MISSA DE ANIVERSÁRIO EM HOMENAGEM A IBERÊ

Milhares de pessoas participaram na manhã deste sábado (27) da missa em Ação de Graças pelo aniversário do vice-governador Iberê Ferreira de Souza, que comemorou também 40 anos de vida pública, na Igreja Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz. Mais de 60 prefeitos de todas as regiões do Rio Grande do Norte prestigiaram a comemoração, assim como deputados federais e estaduais, ex-prefeitos, vereadores e lideranças.


A vida pública do atual vice-governador foi destacada nas palavras de homenagens do vice-prefeito de Santa Cruz e filho de Iberê, João Olímpio Ferreira de Souza. Emocionado, Joca pediu licença aos políticos presentes para falar de "Iberê como pai, um exemplo para nossa família e o meu referencial".


A governadora Wilma de Faria foi objetiva ao falar do vice-governador, a quem caracterizou como fiel, ético e leal. “O sucesso de Iberê é o sucesso do Rio Grande do Norte e de seu povo. Estou 100% com você, Iberê, nesta luta”, enfatizou.


O deputado federal João Maia foi um dos políticos a ressaltar o prestígio que Iberê tem com os prefeitos e a responsabilidade de continuar o da governadora Wilma de Faria e do presidente Lula “A quantidade de pessoas aqui, hoje, demonstra que você essa luta não é apenas sua, é nossa, é de todo o Rio Grande do Norte”. Já Henrique Alves garantiu o apoio de seus liderados no PMDB ao vice-governador. “Que o PMDB de Aluízio Alves se prepare. Os prefeitos do PMDB estão com você”. O deputado federal disse ainda que, em reunião com o presidente Lula, pedirá atenção especial do presidente a Iberê.


Emocionado, o vice-governador agradeceu ao padre Valdair Lira e a todos os presentes “Em toda a minha vida pública, nunca tive inimigos, tive adversários políticos. E não terei medo de enfrentá-los nessa luta pelo Rio Grande do Norte”, garantiu Iberê. O vice-governador fez questão de citar o nome dos mais de 60 prefeitos presentes. Os deputados estaduais Ezequiel Ferreira, Márcia Maia, Wober Júnior, Nélter Queiroz e Gustavo Carvalho também foram prestigiar Iberê.

40 anos de vida pública - Natalense, nascido em 27 de fevereiro de 1944, Iberê é advogado de formação e tem em sua carreira política dois mandatos como deputado estadual (1971 a 1979) e seis mandatos como deputado federal. O atual vice-governador é também titular da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH) e assume o Governo do Estado a partir de abril, com a descompatibilização da governadora Wilma de Faria.

FOTOS: Alberto Leandro
FONTE: Assessoria de Imprensa