i

sábado, 15 de março de 2014

Fim da exportação não é definitivo

Da Tribuna do Norte
Daísa Alves - Repórter

A decisão da multinacional americana Del Monte Fresh Produce Brasil Ltda em não produzir banana para o mercado internacional, anunciada esta semana, não é definitiva. Segundo fonte ligada ao setor de fruticultura, com a confirmação de acordos comerciais, possibilitando o custo-benefício da exportação, a empresa retornaria ao plantio da fruta de imediato. No entanto, o afastamento da Del Monte Brasil, do ramo da exportação da banana, deve ser sentido, significativamente, na relação empregatícia.
Rodrigo Sena
Plantação de banana: A Del Monte decidiu focar no BrasilPlantação de banana: A Del Monte decidiu focar no Brasil

Uma possível confirmação da diminuição da taxa de importação do produto, por meio de negociações entre o Mercosul e a União Européia, seria um dos fatores determinantes para o retorno ao mercado externo, pois as altas taxas de impostos desfavorecem a competitividade. Segundo Roberto Barcelos, presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do RN (Coex), na exportação aos países europeus, cobra-se sobre a banana uma taxa de 40% de imposto, enquanto para as demais frutas o imposto está na média de 10%. Aos concorrentes, a taxa é zero, por acordos comerciais entre seus países.

A decisão da produtora de banana de converter em uma empresa de pequeno porte acarretaria na transformação das áreas de plantio. Em algumas fazendas, a empresa deixará de plantar bananas, para produzir outras culturas frutíferas. A conversão da linha de produção impactará com cortes no quadro de funcionários de maneira “significativa”, relata fonte.

Continue lendo, aqui.

Deputada confirma que pré-candidatura ao Senado está firme

Ainda na entrevista concedia à Rádio Rural AM, a deputada federal Fátima Bezerra confirmou que sua “pré-candidatura ao Senado firme, até porque não é um projeto pessoal, mas que se insere no contexto nacional, diante do desafio, a partir do próximo ano, de manter a governabilidade de ação parlamentar comprometida com o interesse da nação”.
Fátima destacou que “as manifestações de carinho estão cada vez mais intensas”“E estamos espalhando isso por todas as regiões. As conversas estão bastante avançadas com o PSD, liderado pelo vice-governador Robinson Faria, e tentando trazer mais partidos”, continuou Fátima.
Segundo a deputada, o PT segue firme priorizando a eleição da presidente Dilma e no RN “conquistar o Senado, manter a vaga na Câmara Federal e aumentar a presença na Assembleia Legislativa”. Sobre o palanque Dilma Rousseff, Fátima disse que a presidente terá o seu próprio palanque. “E todos os candidatos que tenham compromisso com a sua reeleição, embora o palanque natural seja o do PT pela natureza partidária”.
Por Robson Pires

Começa agendamento eletrônico para cadastro biométrico na região do Vale do Açu

Cadastramento biométrico agilizará eleições no município Cadastramento biométrico agilizará eleições no município
ASSÚ – Através da página eletrônica do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) já pode ser realizado o agendamento dos eleitores do município do Assú com referência ao cadastramento biométrico que ocorrerá na cidade e demais municípios circunscritos à 29ª Zona Eleitoral: Carnaubais, Ipanguaçu, Itajá e Porto do Mangue.
Porém, é explicado pelo responsável pela coordenação de Biometria do TRE, Rogério Torres, que somente o eleitorado de Assú poderá acessar o referido benefício. Nas outras cidades o trabalho ocorrerá nos postos de atendimento da Justiça Eleitoral dentro do calendário traçado pelo órgão da Justiça Eleitoral norte-rio-grandense.

O recadastramento biométrico foi regulamentado pela Resolução nº 23.335/2011 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e está sendo realizado gradativamente pela Justiça Eleitoral em todo o país. Ainda segundo a informação dada por Rogério Torres, o local de realização da tarefa biométrica em Assú é o Ginásio Poliesportivo Deputado Arnóbio Abreu.

ROTEIRO
Através do Provimento nº 6/2014, a Corregedoria do TRE/RN marcou para o período de 13 de março a 12 de abril de 2014, a revisão do eleitorado com coleta de dados biométricos dos municípios que integram a 29ª Zona Eleitoral. A atividade no município de Assú funcionará no período de 13 de março a 12 de abril; em Ipanguaçu, de 17 de março a 11 de abril; em Carnaubais, de 14 de março a 5 de abril; e, em Itajá e Porto do Mangue, de 18 de março a 5 de abril.

O Mossoroense 

Del Monte no Brasil emite comunicado e decide não exportar banana

Após a veiculação na mídia da suposta suspensão das atividades na multinacional Del Monte Fresh Produce Brasil, com uma de suas fazendas na cidade de Ipanguaçu, interior do Rio Grande do Norte, a direção da empresa emitiu um comunicado oficial na qual menciona a falta de condições internas desfavoráveis, sitando a seca como uma delas, além de não conseguir manter os altos custos com as exportações no mercado Europeu, a qual ainda se recupera da crise econômica.

Ainda no comunicado Del Monte afirma que vem fazendo mudanças significativas na área de banana, permitindo converter em uma empresa de menor porte, e que desde dezembro do ano passo seus clientes foram informados de tal decisão, visto que seus produtos estão sendo comercializados apenas no mercado nacional. 

Veja o comunicado na integra: 

Ante as especulações que surgiram a partir da decisão da Del Monte Fresh Produce Brasil de parar de exportar a partir da semana 26/2014, consideramos oportuno comunicar aos nossos trabalhadores, nossos clientes e ao público em geral que, depois de lutar por vários anos para alcançar uma operação que pudesse competir com os demais países latino-americanos produtores de frutas (Banana, Abacaxi e Melão) e ter oferecido emprego direto a 6.900 trabalhadores nos Estados do RN e CE, com uma logística de mais de 10 mil contêineres por ano, a Del Monte Brasil já não pode sustentar os altos custos e um mercado Europeu fraco, aliado a condições internas desfavoráveis (seca e outras) que impactaram de forma severa e negativa as nossas operações.

Por esse motivo, decidiu fazer mudanças significativas na área de Banana que permitam converter-se em uma empresa de menor porte, mas eficiente. Para isso, decidiu reduzir a operação mantendo produção somente para mercado nacional, buscando outras alternativas de culturas e, conservando, sem dúvida, nossos Sistemas de Gestão e Certificações, os quais são garantia absoluta dos nossos produtos a nível global, sendo o que nos mantêm na liderança e preferência dos consumidores na competitiva indústria mundial de frutas frescas.

Desde dezembro, nosso quadro gerencial comunicou tal decisão pessoalmente a nossa seleta carteira de clientes, sem ter havido nenhuma mudança desde então.

Após esclarecimentos, convidamos os consumidores a continuar preferindo nossos produtos, pois esta decisão considerou produzir somente nas nossas melhores plantações, assegurando não somente manter como melhorar de forma consistente a QUALIDADE e INOCUIDADE dos nossos produtos.

Comunicado extraído do blog, Pauta Aberta. 

Atenção professores

Estão abertas as pré-inscrições para os cursos de especialização em "Educação Especial" e em "Geo-História", no Campus de Assu/UERN. 

Os interessados devem procurar Fernanda, das 13h e 30min às 17h e 30min, na secretaria do campus.

Ótima oportunidade para ampliar conhecimentos.