i

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Prefeito de Ipanguaçu prega a união dos agricultores familiares do município

Pregando a união dos agricultores familiares de Ipanguaçu, o prefeito Leonardo Oliveira abriu na manhã desta sexta-feira (14) o Dia da Agricultura Familiar, parceria da prefeitura de Ipanguaçu com o Banco do Nordeste. O encontro aconteceu na câmara de Vereadores e contou com as participações do gerente da agência do BNB, Gean Alex Couto; o presidente da Câmara dos Vereadores, Tunefis Morais; o gestor regional da EMATER/RN, Evilasio Dantas; o secretário municipal de Agricultura, Jaires Azevedo e a secretária municipal de Educação, Jeane Dantas.

Segundo Gean Alex Couto, o Dia da Agricultora Familiar é uma ocasião de oportunidade aos agricultores, onde são discutidas estratégias, dúvidas são esclarecidas e são passadas informações sobre políticas publicas para a agricultura familiar e linhas de créditos para o homem do campo. Durante o encontro, foram apresentados o Programa de Compra da Merenda Escolar e políticas de extensão rural da EMATER.


Para o prefeito Leonardo Oliveira, encontros que venham fortalecer a agricultura familiar são de grande importância. “Incentivamos os agricultores do nosso município, com capacitação, corte de terra, apoio técnico, organizando as feiras da agricultura familiar, entre diversas outras iniciativas. Entendo que o Banco do Nordeste é um parceiro do povo do campo e tem um grande papel no fortalecimento da agricultura familiar, mas a classe dos agricultores precisa se unir, se organizar melhor. A sabedoria popular já diz que a união faz a força. A prefeitura os apoiará nisso também” destaca o prefeito.

A preocupação do prefeito se justifica. De acordo com a secretária de Educação de Ipanguaçu, Jeane Dantas, apesar de mais de 60% da população de Ipanguaçu residir na zona rural e de a agricultura familiar ser um dos pilares da economia local, a prefeitura tem tido dificuldade de adquirir produtos junto aos pequenos produtores para compor a merenda escolar. “Este problema não é só de Ipanguaçu, mas de diversos municípios na região. Havendo união, a produção deles aumentará e poderá atender não só a prefeitura de Ipanguaçu”, avalia Jeane.

Seu Francisco Luciano, 57 anos morador da Fazenda Itú, foi ao evento em busca de informações, no intuito de abrir uma linha de crédito para aumentar sua produção. “Quero ter condições de vender meus produtos para a prefeitura, para fazer as merendas das crianças nas escolas. Vou aumentar a produção e fazer uma renda melhor, se Deus quiser”, afirmou.

Relatório sobre divisão dos royalties deverá ser votado na próxima terça-feira no Senado

O senador Wellington Dias (PT-PI) informou, em discurso ontem, que a comissão de deputados e senadores que busca um consenso para o projeto de distribuição de royalties do petróleo entre todos os estados e municípios brasileiros volta a se reunir para receber mais sugestões antes da apresentação do texto final do senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB), o que deve ser feito na terça-feira (18). O relator elabora um substitutivo ao PLS 448/11, do próprio senador Wellington Dias, que deve englobar ideias de vários parlamentares. O objetivo é votá-lo na quarta-feira.

Segundo informou Wellington Dias, o texto parte da premissa de que todos devem abrir mão de um pouco dos recursos no começo. E se baseia na seguinte previsão de receita para 2012: R$ 28 bilhões de receitas de royalties e participação especial da exploração no mar, e R$ 1,2 bilhão de petróleo em terra. A União ficaria com cerca de R$ 8,5 bilhões, os estados produtores com R$ 12 bilhões e os demais outros estados, ou o fundo de participação dos estados, com outros R$ 8 bilhões. Isso seria transformado em alíquotas e, gradativamente, se ajustaria ao que já está no projeto enviado ao Congresso pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo disse.

- Todo mundo tem que abrir uma parte do que tem de expectativa para que todos possam ganhar. Se a União tinha expectativa de determinada receita para 2012 vai ter que abrir mão, os [estados] confrontantes também abrem mão com seus municípios de alguma coisa para a gente garantir um patamar mínimo do fundo, que tinha expectativa de R$ 16 bilhões e aceita ficar com R$ 8 bilhões. Perde-se um ponto a cada ano e em 10 anos se chega ao que está no projeto - declarou.

Em 2020, segundo as estimativas do parlamentar, os estados produtores sairiam de R$ 12 bilhões para chegar a R$ 25 bilhões ou R$ 30 bilhões; a União sairia dos R$ 8,5 bilhões para cerca de R$ 30 ou R$ 34 bilhões; e o fundo sairia de R$ 8 bilhões para algo entre R$ 35 bilhões ou R$ 40 bilhões. 

Fonte: O mossoroense

Bancos e sindicalistas retomam hoje negociações salariais

- Publicado por Robson Pires
Após quase quatro horas de reunião, a Federação Nacional de Bancos (Fenaban) e o Comando Nacional dos Bancários decidiram continuar hoje (14), a partir das 10h, as negociações salariais que poderão acabar com a greve da categoria.

As conversas de ontem (13), que ocorreram em um hotel na região central da capital paulista. Foi a primeira rodada de negociação depois do início do movimento, no último dia 27.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8%, o que significa 5% de aumento real. A Fenaban ofereceu 0,56% de aumento real dos rendimentos. Além da elevação dos salários, os bancários querem maior participação nos lucros e resultados, fim da rotatividade dos empregos e melhores condições de trabalho.

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 46 milhões no sábado

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.327 da Mega-Sena, que acumulou e pode pagar no próximo sábado (15) um prêmio de R$ 46 milhões. Os números sorteados ontem (13) na cidade de São Paulo foram: 16 – 35 -36 – 41 – 52 – 54.

Segundo a Caixa Econômica Federal, 89 apostadores acertaram a quina e levaram R$ 38.492,13 cada. Outras 7.175 apostas acertaram a quadra e receberão a quantia de R$ 682,09 cada uma.

Pesquisa em Ipanguaçu demonstra queda de intenção de votos em Rizomar de Zé de Deus

Recebi na última terça-feira (11) um relatório elaborado para a imprensa com alguns dos números levantados pelo instituto Teledata neste domingo (09) no município de Ipanguaçu. Como esta semana é mais curta e lotada de eventos, mal havia tido tempo de ler com cuidado o que dizem as estatísticas. Mas, vamos lá.

Resolvi comparar os números da pesquisa desta semana com última pesquisa divulgada pela Teledata, realizada em junho de 2011. E a comparação revela, entre outras coisas, que a esposa do ex-prefeito José de Deus Barbosa, Rizomar sofreu queda e teve aumento de quase 64% em sua rejeição.

Vejamos:

Junho de 2011
Em quem o Sr(a) votaria para PREFEITO se a eleição fosse hoje?

- ESPONTÂNEA -

CANDIDATO
%
Leonardo
29,08
Rizomar
25,00
Zé de Deus
14,80
Mário
1,02
Josimar
0,51
Dedé
0,51


Indecisos
1,02
BrancosNulos
3,06
Ns/Nr
25,00
Total
 100,00


Na ocasião, a maioria do eleitorado com tendência à oposição não sabia ainda que José Deus está impedido legalmente de se candidatar e indicou sua esposa como pré-candidata. Somando-se, então, os votos de José de Deus e de Rizomar temos 39,8% das intenções de voto.

Outubro de 2011
Em quem o Sr(a) votaria para PREFEITO se a eleição fosse hoje?

- ESPONTÂNEA -

CANDIDATO
%
Leonardo
33,17
Rizomar
37,24
Zé de Deus
1,53


BrancosNulos
0,51
Ns/Nr
27,55
Total


Quatro meses depois, a enorme maioria do eleitorado sabe que a candidata do grupo de José de Deus é Risomar. A pesquisa evidencia ainda a polarização da campanha entre o prefeito Leonardo e a ex-primeira-dama. Tanto é que apenas 1,53% apontam voto em Zé de Deus e 37,24% apontam para Rizomar, totalizando 38,77% dos votos. Comparando com o desempenho do casal em junho, há queda superior à 1%.

Enquanto isso, Leonardo Oliveira apresenta crescimento de 4,09%.

Na estimulada, quando o entrevistador informa quem são os candidatos, a queda de Rizomar se acentua. Vejamos:

Junho de 2011
Em qual desses candidatos o Sr(a) votaria para PREFEITO se a eleição fosse hoje?

- ESTIMULADA -

CANDIDATO
%
Leonardo
34,18
Rizomar
45,92
Mário
5,61
Tunefis
0,51


Indecisos
5,61
BrancosNulos
4,08
Ns/Nr
4,08
Total
 100,00


Em junho de 2011 ainda não se sabia quem seriam os pré-candidatos. Por isso, a Teledata apontou quatro nomes à população: Leonardo, Rizomar, Mário e Tunefis. Logo, Rizomar absorve a intenção de voto em seu marido e cresce para 45,92%.

Outubro de 2011
Em qual desses candidatos o Sr(a) votaria para PREFEITO se a eleição fosse hoje?

- ESTIMULADA -

CANDIDATO
%
Leonardo
36,73
Rizomar
44,39


Indecisos
5,61
BrancosNulos
2,55
Ns/Nr
10,71
Total


Novamente, Rizomar apresenta queda, desta vez de 1,53%. E o prefeito Leonardo confirma a tendência de crescimento. Outro dado interessante: Apesar do número de indecisos não ter se alterado, permanecendo em 5,61%, o número de pessoas que não soube ou não quis responder a pesquisa mais que dobrou, passando de 4,08% para 10,71%.

Rejeição de Rizomar cresce mais de 63% em 4 meses

Analisando agora os números da rejeição, nota-se que a candidata do PMDB em Ipanguaçu obteve crescimento apenas na rejeição. E expressivo crescimento: mais de 63,84%. A rejeição do prefeito, no entanto, cresceu de 25,61% para 28,57%, um percentual inferior a 12%.

Já o número de indecisos, subiu de 10,71% para 58,16%, demonstrando o quão imprevisível poderá ser a campanha de 2012 no município. Confira:

Junho de 2011
Em qual desses candidatos o Sr(a) não votaria de forma alguma para PREFEITO se a eleição fosse hoje?

- REJEIÇÃO -

CANDIDATO
%
Leonardo
25,51
Rizomar
8,16
Mário
23,98
Tunefis
31,63


Não sabe/Não respondeu
10,71
Total
 100,00


Outubro de 2011
Em qual desses candidatos o Sr(a) não votaria de forma alguma para PREFEITO se a eleição fosse hoje?

- REJEIÇÃO -

CANDIDATO
%
Leonardo
28,57
Rizomar
13,27


Não sabe/Não respondeu
58,16
Total