i

domingo, 25 de outubro de 2009

Funasa discute investimento do PAC no Vale do Açu

Nesta quinta (22) no auditório do Sindicato da Lavoura de Assú, os técnicos da Funasa apresentaram aos gestores dos municípios da região todos os projetos que já mereceram aprovação e que serão executados pela fundação em parceria com as prefeituras.



“Viemos aqui para mostrar o que a Funasa pode fazer pelos municípios”, disse Cícero Oliveira, diretor do departamento de saúde do órgão. Para ele, o PAC é o maior projeto que o Brasil já teve. O engenheiro Alberto Venturini falou das obras de infraestrutura.



Entre as ações conveniadas, estão melhorias habitacionais para o controle da doença de chagas, abastecimento d’água, aterro sanitário, Centro de Referência de controle ambiental, etc. Caberá aos municípios desenvolver políticas de ajuste do PAC-Funasa.



Um dos pontos mais enfocado foi à ausência de saneamento básico nas cidades, o que só agrava os indicadores de mortalidade infantil por conta das doenças de veiculação hídrica. A má qualidade da água abastecida a população é outro fator negativo que preocupa as autoridades.



O avanço do G12



Na companhia do coordenador Zeca Abreu, os técnicos da Funasa elogiaram a criação do Consórcio dos prefeitos e disseram que o Vale do Açu está bem avançado na organização e que todos os municípios irão ser beneficiados com investimentos nas áreas de saúde, moradia e saneamento.



O prefeito Francisco do PT, de Parelhas, da região Seridó, veio acompanhar de perto a discussão e assim conhecer melhor a experiência do G12. O vice-reitor da Uern, Aércio Cândido também esteve presente. O prefeito Ivan Júnior abriu e fechou a reunião agradecendo a presença de todos.
fonte: Toni Martins

Deputado Federal Betinho confirma irregularidades em tarifas de energia elétrica

Entrevistado nesta sexta-feira no Jornal da Manha da FM 95 pelos jornalistas Marcos Aurélio de Sá e Daniela Freire, o deputado federal Betinho Rosado (DEM) afirmou que o trabalho da CPI das Tarifas de Energia Elétrica chegou à conclusão de que existem irregularidades nos cálculos para definição das tarifas de energia elétrica. Os erros provêm da metodologia utilizada e com a conivência da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL. “Com esse erro, estima-se que a Cosern apropriou-se de cerca de 48 milhões de reais dos consumidores norte-riograndenses entre os anos 2005 e 2006’, disse o Deputado.

Betinho exemplificou o trabalho da CPI das Tarifas para justificar sua assinatura na recém criada CPI mista do Congresso que investigará o repasse de dinheiro para o Movimento dos Sem Terras. “Uma CPI cumpre um papel político importante quando possibilita uma maior agilidade em relação ao trabalho dos Tribunais de Contas ao investigar processos que envolvem interesses da sociedade, em setores onde são identificados indícios de irregularidades”, afirmou.

A partir do que está sendo apurado pela CPI das Tarifas de Energia Elétrica, a imprensa noticiou neste final de semana que o PROCON de São Paulo já trabalha a devolução de 1 bilhão de reais por ano, entre os anos de 2002 e 2009, apropriados pelas concessionárias de energia elétrica daquele estado. “Fica claro que o que vem acontecendo, tanto nas nossas contas de energia como na relação do Governo Federal com Organizações Não Governamentais ligadas ao Movimento dos Sem Terras, deve ser profundamente investigado”, revelou Betinho.



Sergio Levy P. Silva
Assessor de Comunicação
Deputado federal BETINHO ROSADO

Governo anuncia cursos e ampliação do campus


A governadora Wilma de Faria anunciou a implantação de novos cursos no Campus da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) em Assu. O anúncio foi feito ontem na cidade, quando a Governadora inaugurou o auditório da Universidade e assinou a ordem de serviço para o início das obras de ampliação do Campus. Segundo a governadora Wilma de Faria, os novos cursos serão definidos com base em consulta junto à população. O novo auditório inaugurado tem capacidade para 208 lugares e representou investimentos de R$ 400 mil. Já na ampliação e recuperação do prédio do Campus, o Governo do Estado está investindo mais R$ 440 mil. “Vamos ampliar os cursos, mas quem vai decidir pelos os cursos é a população”,enfatizou Wilma de Faria.

Durante a solenidade, Wilma de Faria lembrou os principais investimentos do Governo do Estado na UERN, que nos últimos sete anos passou de um orçamento anual de R$ 38 milhões (2003) para R$ 138 milhões este ano. ”Também implantamos o plano de Cargos e Carreira da UERN, expandimos a universidade para todo o Estado e hoje já contamos com mais de 70 cursos na Universidade”, lembrou.

Também em Assu, minutos antes da inauguração do auditório, a governadora entregou veículos – caminhonete S-10 cabine dupla 4x4, Nissan X-Terra e automóveis modelo parati – , armas (pistolas não letais) e equipamentos (bafômetros) ao destacamento da Polícia Militar na região contemplando os municípios de Assu, Ipanguaçu, Campo Grande, Angicos e Afonso Bezerra. Os veículos integram a frota de 500 viaturas (locadas e adquiridas) que já estão sendo distribuídas pelo Governo do Estado atendendo todas s regiões do Rio Grande do Norte.

A governadora Wilma de Faria trouxe outra boa notícia à população do Vale do Açu. Ela anunciou que já estão sendo licitadas as estradas que ligam a RN-016 ao porto Piató, numa extensão de 5 quilômetros, e a BR-304 ao santuário Irmã Lindalva, na comunidade Malhada, para fomentar o turismo religioso. “Esse foi um compromisso assumido por mim que eu agora estou cumprindo”, disse Wilma de Faria.

As novas estradas fazem parte do investimento do Governo do Estado na melhoria da malha viária do Rio Grande do Norte. Até o próximo ano, estão sendo investidos cerca de R$ 500 milhões na construção e reconstrução de estradas em todas as regiões, somando recursos próprios do Estado e parceria com o governo federal.

Acompanharam a governadora em Assu, o prefeito do município, Ivan Júnior, as deputadas Sandra Rosado (federal), Márcia Maia (estadual) e o reitor da UERN, Milton Marques.
fonte: Tribuna do Norte