i

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Prefeitura de Ipanguaçu antecipa 50% do 13º salário aos servidores da Educação


A Prefeitura de Ipanguaçu através da Secretaria Municipal de Planejamento e Administração – SEMPLAD anunciou nesta quinta-feira (20) o adiantamento de 50% do décimo terceiro para os servidores públicos da Secretaria Municipal de Educação. 

A informação foi confirmada pelo Secretário de Planejamento e Administração, Sílvio Nobre, que disse que a determinação foi assinada pelo prefeito Leonardo Oliveira, “está confirmado que os servidores da educação terão a primeira parcela do décimo terceiro a ser pago nesta sexta-feira (21), e a segunda parcela prevista até o dia 20 de Dezembro junto às demais Secretarias” confirmou o secretário. 

Para tanto o desembolso praticado com esta folha extra, será de mais de R$130 mil. A primeira parcela, metade do 13º salário será efetuado nesta sexta-feira (21). 

Prefeitura de Ipanguaçu promoverá nesta sexta o São João da cidade


A Prefeitura de Ipanguaçu através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo promove amanhã, sexta-feira dia 21, o “São João da Nossa Terra” que ganha a sua quinta edição. 

Segundo o Secretário da pasta Fernando Neto, a programação contará com brincadeiras e show de forró durante toda a noite, “mais um ano queremos cumpri o calendário cultural e festejar o São João na nossa terra, de uma forma alegre e com todas as famílias” fala o secretário de Cultura e Turismo. 

A programação tem inicio às 17hs com o Arraiá do Frei Damião, no bairro do mesmo nome, às 20h apresentações culturais, exposição de artesanato e comidas típicas e quadrilha junina, e logo após o show das bandas ‘Deixe Cum Nós’ e Almir dos Teclados na Praça de Eventos José Medeiros.

Crianças e Adolescente de programas sociais em Ipanguaçu comemoram Festa Junina


Em busca de comemorar a festa junina a Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social – SEMTHAS promoveu na manhã desta quinta-feira (20) o “Arraia dos Programas Sociais” que contou com a participação de mais de 300 beneficiários do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Programa ProJovem Adolescente e Projeto Ação Criança. 

Segundo a Coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Maria Célia, o objetivo da SEMTHAS é buscar o desenvolvimento social e valorização do movimento cultural, já típico da região. 

Durante a manhã ocorreram apresentações de quadrilhas juninas, concurso de melhor casal caipira e rainha de cada programa.  A comemoração contou com a presença dos conselheiros Tutelares, Rodnyei Carlos, Rayron Ribeiro e Aysla Lopes e da Vereadora Luzineide Cavalcante. 

Veja mais fotos (Aqui)

Caravana da cultura chega a Japiaçu

A caravana na Cultura desembarcou ontem (19) na comunidade de Japiaçu, zona rural do município. Um arraiá foi armado enfrente a escola, onde foram feitas as apresentações juninas, com comidas típicas preparada pelos professores juntos aos seus alunos. A diretora Márcia fez a abertura, dando boas vindas a toda comunidade. 


O secretário Fernando Neto de Cultura e Turismo esteve presente, ao lado do coordenador de Cultura Janildo de Jacinto, Mara Núbia estava presente representando a secretária de educação, Jeane Dantas. 

O passeio no ônibus da caravana da cultura com o forró itinerante fez alegria dos alunos e professores da escola que cruzaram toda comunidade, dançado e cantando dentro do ônibus com grande animação.

Nesta quinta-feira(20) a carava vai a comunidade de Luzeiro marcada para as 18hs. 

Todas as fotos AQUI
Ipanguaçu do Bem/Aluísio de França 

Torcida emociona ao cantar Hino Nacional, e parte protesta de costas

G1
Presentes ao Castelão dão sequência ao canto mesmo após fim da música
Muita emoção tomou conta do Castelão durante a execução do Hino Nacional Brasileiro antes do começo da partida entre Brasil x México. Os torcedores cantaram a plenos pulmões, mesmo depois de a música ter sido interrompida por conta do protocolo da Fifa. Logo depois, os jogadores da Seleção se reuniram numa roda do gramado.
O clima do protesto popular que tomou conta do país também esteve presente quando alguns torcedores ficaram de costas para o campo durante a execução do hino. A maioria, porém, se postou normalmente.
torcida costas hino brasileiro jogo Casteão (Foto: Thiago Correia)Alguns torcedores cantam Hino Nacional de costas durante a execução no Castelão (Foto: Thiago Correia)
Os jogadores ficaram abraçados durante a execução do hinol, o que já acontecera na primeira partida, contra o Japão, em Brasília, na estreia da Copa das Confederações.
Juninho Pernambucano, ex-jogador do Vasco e da seleção brasileira, que hoje atua no New York Red Bulls, nos Estados Unidos, já havia se manifestado favorável, na sua conta do Facebook, às manifestações populares que têm acontecido nas ruas Brasil afora, e chegou a sugerir aos jogadores da Seleção que cantassem o hino de costas para a bandeira.
No estádio, torcedores levaram cartazes favoráveis aos protestos que tomam conta das ruas do Brasil. "Esse protesto não é contra a Seleção, mas sim contra a corrupção! O Gigante acordou", dizia um deles.
torcida Brasil Castelão jogo protesto (Foto: Reuters)Torcedoras levam cartazes favoráveis ao protesto popular que toma conta do país (Foto: Reuters)

"Quero reafirmar que o Congresso Nacional não pode ficar surdo. Tem que ouvir as vozes das ruas, que gritam por melhorias e avanços", declara Fátima


Imagem Interna 

A deputada federal Fátima Bezerra (PT-RN) saudou nesta terça-feira, 18/06, no plenário da Câmara, as manifestações sociais protagonizadas pela juventude brasileira, que protestam contra o aumento das tarifas do transporte coletivo e em defesa do direito à cidade em diversas regiões do Brasil.
 
Fátima repudiou a forte repressão policial e violação de direitos humanos, ocorrida na semana passada em São Paulo, e elogiou o discurso da presidenta Dilma Rousseff que proferiu: “o Brasil hoje acordou mais forte, e a grandeza das manifestações de ontem comprovam a energia da nossa democracia”. 
 
 “Não poderia deixar de manifestar minha solidariedade à juventude que ousa lutar e reivindicar por mais avanços, bem como de repudiar a ação truculenta de setores da polícia militar que ainda não conseguiu transitar da cultura da ditadura para a cultura do Estado democrático de direito. Em Natal, os manifestantes também já enfrentaram as consequências da concepção de segurança pública vigente. O que tinha por objetivo desmobilizar os manifestantes terminou desencadeando mais indignação, fortalecendo o movimento denominado "Revolta do Busão", defensor de uma pauta de reivindicações que incorpora desde a revogação do aumento da tarifa ao passe livre para estudantes e desempregados”, declarou.
 
Fátima também criticou o papel do Congresso Nacional diante das transformações sociais em curso no país.  “Eu quero, mais uma vez, reafirmar que o Congresso Nacional não pode ficar surdo. Tem que ouvir as vozes das ruas, que gritam por avanços. É inaceitável que a agenda da reforma politica, da democratização dos meios de comunicação, do PNE com 10% do PIB e 100% dos royalties para educação, dos direitos LGBT e da mulher, das comunidades quilombolas e indígenas, entre outras, estejam mofando e não avancem no Parlamento”, disse. “Os gestores precisam ampliar o debate no sentido de construir soluções para o desenvolvimento sustentável das cidades brasileiras. Quem está na rua aprendeu o que aprendemos quando decidimos construir o Partido dos Trabalhadores: sem luta, não há transformação”, completou.
 
Mídia
 
Fátima ressaltou, ainda, o papel perverso que a grande mídia tem  exercido na atual conjuntura política, ora criminalizando os movimentos sociais, ora tentando utilizá-los para fornecer discurso aos partidos políticos que, sem rumo e sem projeto para o país, buscam qualquer artifício para tentar desestabilizar o governo democrático e popular liderado pela presidenta Dilma Rousseff. “Esquece que o projeto elitista e conservador que afundou o Brasil na recessão econômica e na inflação foi derrotado em 2002, com a vitória eleitoral do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O desejo da maioria da população brasileira não é retornar ao passado, mas sim dar continuidade aos avanços conquistados nos últimos dez anos”, disse. 

Ministério da Saúde pede que comissões da Câmara rejeitem projeto sobre cura gay


ministro padilhaO ministro da Saúde, Alexandre Padilha, enviou hoje (19) carta à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e à Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados pedindo a não aprovação do Projeto 234/11, que propõe tratamento da homossexualidade. A notificação reforça o entendimento do Ministério da Saúde de que o projeto não pode estabelecer uma proposta de cura para o que não é doença.
“Eu acredito que essa Casa, que fez a Constituição e que fez o Sistema Único de Saúde do País, certamente vai julgar que um projeto de lei não pode propor a cura para aquilo que não é uma doença. Confiamos que essas comissões vão tratar de forma sensata esse tema”, afirmou o ministro. O projeto ainda será votado nas duas comissões, inclusive quanto ao mérito, antes de ir a Plenário.
O texto, aprovado nesta terça-feira (18) pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias, permite a psicólogos tratar homossexuais que buscam apoio para mudar a orientação sexual e suspende artigos da Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia. Um deles diz que os psicólogos não podem colaborar com serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. Outro artigo proíbe os psicólogos de falar publicamente que a homossexualidade é uma desordem psíquica.

Direção do PT recomenda a seus governos que reduzam tarifas


rui falcaoO Globo – Momentos depois de o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e do Rio, Eduardo Paes (PMDB), anunciarem a redução das tarifas de transportes públicos, a direção nacional do PT divulgou nota na noite desta quarta-feira recomendando que as administrações petistas reduzam o preço das passagens do transporte coletivo e, no médio prazo, discutam soluções para um novo financiamento do setor.
“Diante das demandas por transporte de melhor qualidade e barato, o Diretório Nacional do PT recomenda aos nossos governos que encontrem uma resposta necessária, que, no curto prazo, reduza as tarifas de transporte e, num médio prazo, em conjunto com os governos estadual e federal e com ampla participação popular, discuta soluções para um novo financiamento público da mobilidade urbana”, afirma o texto assinado pelo presidente do PT, Rui Falcão.