i

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Leonardo Oliveira é empossado prefeito em Ipanguaçu


Leonardo Oliveira (PT) e Josimar Lopes (PSB) foram empossados prefeito e vice, respectivamente, na madrugada deste dia 01 de janeiro, a exatamente às 01h10min da madrugada na sede da Câmara de Vereadores, onde também aconteceu a posse dos vereadores eleitos. 


O prefeito reeleito Leonardo Oliveira em seu discurso frisou que o momento é de alegria e gratidão a todos que confiaram e renovaram o mantado em busca do desenvolvimento, “afirmo que continuaremos com o compromisso de não medir esforços e quebrar todas as barreiras para termos uma Ipanguaçu de todos e todas, onde possamos ter uma cidade onde o povo se sinta bem. E junto com o poder legislativo continuaremos construindo uma cidade do futuro, com resultados ainda maiores” disse Leonardo.

E ainda destacou emocionado “a Prefeitura é do povo de Ipanguaçu, e garantiremos esse direito da criança ao idoso, um a um, em um crescimento ainda maior, porque tenho um compromisso comigo mesmo, que é de jamais se esquecer de onde vim, é onde ele me permite saber para onde seguir. Hoje, olho para os olhos de cada um de nosso povo e posso dizer que mantive, mantenho e manterei meu compromisso de cuidar, primeiro, dos que mais precisam sem distinção alguma. Nosso mantado continuará sendo a favor do povo” conclui o prefeito empossado sobe fortes aplausos. 

O vice-prefeito, Josimar Lopes (PSB) que foi vereador por vários anos disse está agradecido a todos por ter acreditado no projeto e no plano de governo a qual será executado a partir deste ano, “farei do nosso mantado um instrumento para que possamos trabalhar mais e mais pela cidade de Ipanguaçu, junto com o poder legislativo faremos parcerias para avançar cada dia mais” disse. 

Vereadores tomam posse e elegem novo presidente da câmara 


Antes da posse do prefeito reeleito Leonardo Oliveira (PT), os vereadores tomaram posse e elegeu em sessão aberta a nova mesa diretora composta pelo vereador Geraldo Paulino (PT) à presidência da câmara e sua vice, Luzineide Cavalcante (PMN), primeiro secretário Jaires Azevedo (PSB) e o segundo secretário Tunefis Morais (PRB).

A chapa única contou com o voto de todos os vereadores, com 9 votos a 0, Geraldo Paulino foi conduzido a presidência da casa. 

Em discurso, o novo presidente agradeceu pela conquista de poder conduzir o poder legislativo, “há exatamente 10 anos eu estava tomando posse como vereador e presidente desta casa pela primeira vez, agradeço a Deus por estar conquistando mais esse momento importante na história politica de minha cidade, e a todos os companheiros (as) que depositaram em mim a confiança para administrar está casa” disse Geraldo Paulino. 

Que destacou que continuará junto ao prefeito Leonardo Oliveira e todos os outros vereadores em busca de fortalecer o município de Ipanguaçu.

Veja todas as fotos (AQUI).

Em 59 municípios não haverá posse de prefeitos eleitos em 2012

Nem todos os 5.564 municípios brasileiros verão os prefeitos eleitos em 2012 tomarem posse neste 1º de janeiro. Em 59 cidades, os candidatos que tiveram mais de 50% dos votos concorreram com os registros de candidatura indeferidos e isso levará à realização de novas eleições. Nestes casos, os presidentes das câmaras de vereadores irão assumir as prefeituras até que o novo pleito aconteça.
Em sete municípios as novas eleições já estão marcadas. É o caso de Guarapari (ES), onde a Justiça Eleitoral já convocou a nova votação para o dia 3 de fevereiro. Em Campo Erê (SC), Criciúma (SC), Tangará (SC), Balneário Rincão (SC), Bonito (MS) e Camamu (BA), os pleitos estão marcados para o dia 3 de março.
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não conseguiu encerrar o ano do Judiciário, no último dia 19, tendo julgado todos os processos relativos às eleições municipais de 2012. Apesar disso, a presidenta do tribunal, ministra Cármen Lúcia, anunciou que 90% dos 7.781 recursos sobre registros de candidaturas foram julgados e tiveram alguma decisão. Com isso, cerca de 780 recursos ainda ficaram pendentes de decisão e os casos devem ser resolvidos em 2013.
Ao todo, os processos referentes às últimas eleições municipais somaram 9.189 casos. Entre esses e outros casos, o tribunal julgou um total de 14.048 processos em 2012. Segundo o TSE, a quantidade de processos distribuídos em 2012 foi 30% maior do que a das eleições municipais de 2008. Naquele ano, a corte recebeu 6.026 processos sobre registros de candidatura, sendo que 96% haviam sido julgados até o encerramento do ano
As últimas eleições foram as primeiras com plena aplicação da Lei da Ficha Limpa. Aprovada em 2010, a norma endureceu as regras para que um político possa se candidatar. O percentual de julgamento de recursos da Lei da Ficha Limpa é ligeiramente menor que a média geral: dos 3.366 recursos recebidos pelo TSE, 2.971 foram julgados, cerca de 88%.
As sessões de julgamento do plenário do TSE serão retomadas em 1º de fevereiro, mas o tribunal funciona em esquema de plantão até o dia 6 de janeiro com a presença da presidenta Cármen Lúcia. No entanto, ainda não é possível saber se os processos pendentes sobre as últimas eleições poderão ter decisões monocráticas da ministra, ou se deverão aguardar pelo retorno das atividades plenárias.
Publicado por Robson Pires