i

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Prefeito Leonardo Oliveira de Ipanguaçu viaja até Brasília para viabilizar recursos

O prefeito Leonardo Oliveira e a Deputada Fátima Bezerra conversam com diretor de projetos educacionais do FNDE, Leopoldo Alvessobre sobre a creche ProInfância.  Foto:Adriano Gadelha
O prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, esteve na última semana do período de 5 a 07 de abril, na capital federal, em Brasília para verificar o andamento de alguns projetos que estão em andamento e viabilizar novos recursos e apoio para a execução projetos.

Conforme o prefeito Leonardo Oliveira, durante há viajem ele esteve reunido com diretor de projetos educacionais do FNDE, Leopoldo Alves e a Deputada Fátima Bezerra, para discutir sobre o Programa Rede Escolar Pública de Educação Infantil (ProInfância),onde o município foi beneficiado com a creche Unidade de educação infantil tipo “C” para atendimento a 120 crianças em período integral ou 60 crianças se distribuídos em turnos matutino e vespertino, que será construída no Conjunto Presidente Lula.

Leonardo disse que o diretor afirmou que a primeira parcela do convenio deve ser celebração entre o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e o município até o fim deste mês para a abertura do processo licitatório “Estivemos reunidos para discutir o andamento deste projeto, queremos construir essa unidade o mais rápido possível, para dar uma estrutura de qualidade às crianças do município” afirma o prefeito.

O prefeito também esteve reunido com o assessor do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, apresentando a situação da saúde no município, destacando que é necessária a implantação de uma Unidade de Pronto Atendimento - UPA 24h e reforma no Centro de Saúde Tibúrcio Freire da Silveira “Apresentei a ele a nossa necessidade de que seja reformado e ampliado o posto para que tenhamos um UPA com uma estrutura adequada e realmente ampla” disse ele que informa que o município já dispõe de 300mil reais para a reforma do centro de saúde, faltando apenas à liberação dos recursos, para abertura do processo licitatório.

Sobre a maternidade o prefeito Leonardo explica que o município irar aderir a Rede Cegonha, que é um programa, na área da saúde, voltado para o atendimento integral das mães e das crianças desde a gravidez, passando pelo parto até chegar ao desenvolvimento do bebê.

“Iremos se escrever no programa, onde teremos chances de ser beneficiados com a rede, que irar priorizar os municípios das regiões Amazônia Legal e Nordeste, que têm os mais altos índices de mortalidade infantil e as regiões metropolitanas, envolvendo a maior concentração de gestantes. Essa será mais uma oportunidade para que nossa maternidade volte à ativa” fala Leonardo empolgado. 

Açude Pataxó deverá sangrar ainda esta semana

Desde a noite deste domingo que o açude Novo, no município de Angicos, começou a sangrar.


Como as águas da sangria do açude Novo vão para o açude Pataxó, a previsão é que o Pataxó sangre ainda esta semana. Por volta das nove horas da manhã de hoje, faltavam cinquenta centímetros para que ocorra o transbordamento.

Outro reservatório angicano que sangra para o Pataxó é o açude das Carnaúbas, que está a um metro para alcançar a sua capacidade máxima de acumulação d’água.

Postado por Samuel Junior

Asteróide de 400 metros de diâmetro passará próximo a Terra


No mês de novembro, um dos maiores e potencialmente perigosos asteróides - em termos de uma futura colisão com a Terra - vai sobrevoar o planeta. O 2005 YU55 tem 400 metros de diâmetro e vai se aproximar do planeta a 0,85 distâncias lunares (medida da distância da Terra à lua, comumente calculada em 384.403 km). De acordo com o site "Space.com", dado o tamanho e a pequena distância que atingirá, uma grande estrutura de observação por radar, infravermelha e a olho nu está sendo planejada.

A proximidade do 2005 YU55, esperada para o dia 8 de novembro, é incomum por passar perto demais e por ser grande. Em média, não há objetos deste tamanho passando tão perto, apenas a cada 30 anos - disse Don Yeomans Nasa.

O asteróide foi descoberto por pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, em dezembro de 2005.

Yeomans disse que, com as novas capacidades de radar de parte da Rede de Espaço da Nasa na Califórnia é possível obter imagens em maior resolução do objeto do que as feitas por espaçonaves em missões de sobrevoo recentes.

Quando combinadas a observações feitas da Terra e infravermelhas, os dados do radar deveriam proporcionar uma imagem bastante completa de um dos maiores asteróides potencialmente perigosos - ele explicou.

Inicialmente, o objeto estará bem perto do sol e muito escondido para observação ótica. Mas com o passar das horas do dia 8 de novembro, será possível vê-lo com pequenos telescópios. Logo cedo, no dia 9 de novembro, o asteróide atingirá magnitude 11 por várias horas antes de desaparecer, já que sua distância aumenta rapidamente.


Da Agência O Globo