i

quarta-feira, 10 de março de 2010

Começa em Ipanguaçu a vacinação contra H1N1


A Prefeitura de Ipanguaçu, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde e Ministério da Saúde, inicia a campanha de imunização contra a Influenza A (H1N1), conhecida como gripe suína.


Caracterizado como um quadro de pandemia, devido ao grande número de pessoas contaminadas pela doença no Brasil e no mundo e após vários casos comprovados no Rio Grande do Norte, será iniciada a campanha de vacinação. Para isso, foram selecionados os grupos de maior risco de apresentarem complicações graves e até risco de mortes por infecção com o vírus Influenza A.
Os primeiro grupo a ser imunizado através da vacina são os profissionais que trabalham nas unidades básicas de saúde e os funcionários dos hospitais de referência. O período para vacinação desse grupo será entre os dias 8 e 19 de março.
Entre os dias 22 de março a 2 de abril, o público-alvo da campanha serão as gestantes em qualquer idade gestacional, os portadores de doenças crônicas com menos de 60 anos e crianças entre 6 meses e 2 anos, que tomarão a primeira dose.
A partir do dia 5 até o dia 23 de abril a campanha será voltada aos jovens entre 20 e 29 anos. Já os idosos com mais de 60 anos serão vacinados entre os dias 24 de abril até o dia 7 de maio, junto com as crianças de 6 meses a 2 anos, que estarão tomando a segunda dose da vacina.
Para encerrar a campanha vai se buscar imunizar a população entre os 30 e 39 anos, e será entre os dias 10 e 21 de maio. Com este trabalho de imunização dos grupos de risco será possível evitar a proliferação da doença, diminuindo, consequentemente, o número de vítimas fatais ocasionado por complicações da doença.

Segundo o secretário de Saúde de Ipanguaçu, Sumaira Fonseca, vacinar os trabalhadores de saúde é uma forma de garantir que os serviços de saúde sejam mantidos em pleno funcionamento e capazes de atender e dar respostas adequadas, caso a população venha a adoecer em razão da pandemia.

PUBLICIDADE:

Hospital tem nova escala de plantão




Assú - Depois de duas horas de conversa, finalmente a administração do Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos conseguiu fechar a escala de plantão, com médicos todos os dias da semana. Isso só foi possível devido à intervenção do promotor de Justiça da Comarca do Assú, Alexandre Gonçalves Frazão, que determinou a abertura de Inquérito Civil para apurar quais os problemas que têm comprometido a qualidade da prestação de serviços de saúde pública daquela unidade de saúde.
Ontem Alexandre Frazão se reuniu com os diretores do Hospital: Hélio Santiago e Marcos Calixto, além dos sete dos nove médicos do plantão para resolver a deficiência de profissionais no atendimento de urgência e emergência. Depois da conversa, ficou definido que pelo menos um médico ficará no plantão por dia.
Hélio Santiago esclarece que são necessários pelo menos dois plantonistas diariamente, mesmo assim com as definições de ontem a deficiência na saúde de Assú irá, pelo menos, ser amenizada. "Haverá dias em que teremos dois médicos no plantão", garante.
Para o promotor, o encontro foi proveitoso. "Conseguimos resolver provisoriamente o problema graças ao esforço e espírito público dos médicos. Eles vão se sacrificar mais ainda para garantir a escala de plantão" disse o promotor.

INQUÉRITO
O Ministério Público Estadual (MPE) abriu inquérito para apurar as informações de que a principal unidade hospitalar de referência do Vale do Açu "periodicamente fica sem médicos de plantão, bem com os médicos escalados faltavam sem qualquer justificativa ao serviço"', na estrutura vinculada administrativamente à Sesap.
O promotor de justiça solicitou do diretor do hospital, Hélio Santiago, o nome completo, registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), endereço e telefone celular dos médicos que atendem na unidade regional, esclarecendo se os mesmos são efetivos ou contratados, encaminhando, nesse último caso, cópia de todos os contratos com os referidos profissionais.
Foi requisitado também o nome completo de todos os médicos que faltaram aos respectivos plantões nos meses de janeiro e fevereiro, com a especificação do dia de escala em que deveriam ter comparecido bem como se receberam o respectivo pagamento, o valor deste desembolso e, ainda, se a falta foi oficialmente justificada.

DEFICIÊNCIA

O Hospital Nelson Inácio dos Santos é a unidade de saúde referência para todo o Vale do Açu, com público alvo de mais de 150 mil pessoas. Mesmo com tanta importância, o quadro de profissionais é ínfimo. São apenas 18 médicos, entre plantonistas e especialistas, menos da metade que o Hospital Regional de Pau dos Ferros.
O diretor Hélio Santiago disse que falou com o coordenador hospitalar do Estado, José Renato, e este lhe informou que já existe um orçamento previsto para a regularização do quadro de profissionais no Hospital. "Até o final desta semana, vou a Natal tratar do assunto", concluiu.
FONTE: Jornal de Fato
PUBLICIDADE:


Comenda JK

Wilma recebe maior comenda do setor imobiliário
Governadora é primeira mulher no país a receber essa homenagem.  

Em plenária de homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a chefe do executivo estadual potiguar foi a primeira mulher em atividade política no país a receber a Comenda JK. Durante a solenidade, ocorrida no auditório da Fiern, a governadora foi citada pelos presidentes de conselhos federais e regionais de corretores de imóveis como a pioneira no Brasil a divulgar o setor imobiliário ao mercado externo.
 
A governadora citou os três pilares da sua gestão – a inclusão social, o desenvolvimento econômico e a infraestrutura – para reafirmar o Rio Grande do Norte como o estado mais promissor do Nordeste, segundo dados da Revista Exame publicados em 2009.

E lembrou JK: “Somos um Estado pequeno. Ninguém pensava que traríamos a Copa do Mundo para cá, que apresentaríamos os melhores índices de desenvolvimento do Nordeste. Mas ousamos e conseguimos. Já pensou de JK desistisse de tudo o que construiu se não houvesse ousadia? Há uma frase dele que retrata bem isso: ‘O otimista pode errar, mas o pessimista já começa errando’. 

Fonte: Toni Martins
PUBLICIDADE:

Esse é o Lula da silva

O presidente alfineta a burguesia brasileira     
 
"Uma parte da grã-finagem deste País não aceita que um metalúrgico seja Presidente da República e muito menos aceita que o Presidente da República, metalúrgico, seja aceito mais do que eles. Aí é mortal, porque eles passaram a vida inteira dizendo que eram eles que sabiam governar, que eram eles que sabiam gerenciar."

Do presidente Lula, na inauguração do Complexo Esportivo da Rocinha, da Clínica da Família, do Centro de Tratamento da Tuberculoso, do Centro de Atenção Psicossocial e da Unidade de Pronto Atendimento 24 h (UPA) da Rocinha.

Lula ainda apontou para a grã-finagem da zona sul do Rio de Janeiro: "É verdade que na Rocinha deve ter algum bandido, mas quem é que disse não tem bandido naqueles prédios chiques de Copacabana? Quem é que disse?" (foto de Ricardo Stuckert/PR)

FONTE: Toni Martins 

PUBLICIDADE: