i

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Prefeito de Ipanguaçu se reúne com Secretário de Estado dos Recursos Hídricos para cobrar reparos ao Canal do Pataxó


O Prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, se reuniu nesta terça-feira (17) com o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Gilberto Jales, em Natal. Acompanhado por agricultores e sindicalistas, o prefeito cobrou do governo estadual que sejam tomadas as devidas providências para normalizar o abastecimento de água do Rio Pataxó. Perenizado pelo canal de mesmo nome, o rio se encontra seco em diversos pontos por conta de danos estruturais e desvios irregulares.


De acordo com Leonardo Oliveira, o secretário Gilberto Jales se comprometeu a enviar uma equipe técnica ao município até a próxima sexta-feira (20), para que seja realizada uma vistoria no Canal do Pataxó. “O secretário ouviu nossas palavras e dos agricultores, entendeu a gravidade da situação. Atualmente, cerca de 200 agricultores ipanguaçuenses sofrem adversidades causadas pela escassez de água, e isso demanda ações imediatas”, afirma o prefeito.

Com 09 quilômetros de extensão, o Canal do Pataxó transporta águas da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves para o Rio Pataxó. O problema é que ao longo de sua estrutura há diversas rachaduras e perfurações, através dos quais a água se perde antes de chegar ao seu destino, além de vários desvios irregulares de água para propriedades particulares. Agravando esta situação, no ano passado houve um grande rompimento na parede do canal. A Caern fez um conserto provisório, com canos estreitos, que ainda estão por lá, diminuindo a vazão da água.

“O Canal do Pataxó precisa de uma manutenção urgentemente. Os agricultores relataram ao secretário que até a comporta que regula a passagem da água esta danificada. Esperamos que após essa vistoria dos técnicos da SEMARH os serviços sejam iniciados e concluídos o mais rapidamente possível”, frisou o prefeito.

A irregularidade das chuvas neste período, aliado aos problemas no Canal do Pataxó, fizeram com que o município de Ipanguaçu integrasse a lista de 139 cidades norte-rio-grandenses em situação de emergência provocada por estiagem.

Prefeitura de Ipanguaçu publica edital de abertura para eleições diretas nas Escolas Municipais

Em busca de fortalecer a gestão democrática nas escolas do município, a Prefeitura de Ipanguaçu publicou na ultima sexta-feira (13), no Jornal Oficial do Município, o edital de abertura das eleições diretas para a direção das escolas Francisco Targino Nobre e Nelson Borges Montenegro, localizadas respectivamente nas comunidades rurais de Língua de Vaca e Picada. A votação nas escolas será realizada no dia 12 de junho, das 08 às 17 horas.

A secretária de Educação de Ipanguaçu, Jeane Dantas, explica que as inscrições dos candidatos concorrentes à Diretor(a) e Vice-diretor(a) deverão ser formalizadas no período de 16 a 30 de abril de 2012, entre 8h30 e 12 horas, seguindo todas as recomendações descritas no edital. “Uma das nossas únicas exigências é que o candidato(a) possa declarar disponibilidade de horários de acordo com as necessidades do estabelecimento de ensino, e que não tenha sofrido processos administrativos. A eleição para diretor das Escolas da Rede Municipal de Ensino será realizada de forma gradativa nas escolas do município, iniciando nos estabelecimentos em que o total de alunos seja igual ou superior a cem alunos”, fala Jeane.

A eleição será realizada através de voto direto e secreto para um mandato de dois anos. Estão aptos a votar todos os servidores ativos (em pleno exercício) do quadro profissional da Educação, um responsável legal pelo aluno matriculado no referido estabelecimento, alunos matriculados do Ensino Fundamental e EJA com idade igual ou maior a doze anos. A condução do processo eleitoral será comandada por uma comissão eleitoral escolar constituída por: um professor, um servidor e um responsável por um aluno. A comissão será supervisionada pela Comissão Central para Eleições Diretas da Rede Municipal.

Prefeitura de Ipanguaçu e Senar capacitam mulheres em processamento de polpas de frutas


No intuito de qualificar homens e mulheres do campo para a geração de renda, a Prefeitura de Ipanguaçu,em parceria com o Sindicato Rural do município e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), encerrou na última terça-feira (17) mais um curso na área de alimentos. Desta vez, foram formados 15 alunos em Técnicas de Processamento de Polpas de Frutas, na comunidade de Arapuá.

Segundo a instrutora do Senar, Lucélia Dantas, os participantes tiveram a oportunidade de prepararem as polpas e outros alimentos, aproveitando ao máximo as frutas. Entre os temas abordados na capacitação, temas importantes como higiene de manipuladores e área de trabalho; importância nutricional das frutas (nutrientes, benefícios nutricionais); fibras; teor de açúcar; técnicas de congelamento de frutas; desinfecção de frutas para o congelamento; produção de polpas; embalagem; armazenamento e transporte. “Durante o curso, apresentamos não só como produzir as polpas, mas como manusear, agregando o máximo em qualidade ao produto final”, fala Lucélia.

Para Celine Felipe de Aquino, agricultora residente em Arapuá, o curso despertou inúmeras possibilidades de se obter diferentes produtos e renda através de uma única fruta. “Além de aproveitar a fruta para a polpa, podemos fazer doces com a casca, o que é muito vantajoso. Colocarei em pratica para fazer a comercialização”, disse animada.

De acordo com Luciene Fonseca, presidente do Sindicato Rural de Ipanguaçu, o principal objetivo da parceria com a Prefeitura é capacitar a população, principalmente as pessoas que se dedicam à produção de alimentos, com aulas teóricas e práticas que evitam o desperdício e proporcionam o melhor aproveitamento dos alimentos.

Nesta quarta e quinta-feira, moradores da comunidade de Japiaçu, também na zona rural do município, serão os próximos beneficiados com o curso.

PT de Mossoró ‘engrossa o cangote’ e mantém pré-candidatura a prefeito

Edilson Damasceno
Da Redação/Jornal de Fato

FOTO:  MARCELO BENTO
FOTO: MARCELO BENTO
De aliados no plano nacional a adversários no municipal. Assim é o quadro vivenciado pelo PT e PSB. As duas legendas, que tinham tudo para ser a representação política da oposição em Mossoró, não chegaram a um consenso. Nem mesmo diante da ameaça de intervenção dita por Paulo Frateschi, secretário do PT nacional, no encontro com a representação do diretório estadual e o de Mossoró, serviu para amenizar o tom. Ele lembrou o que ocorreu no Maranhão, onde a executiva nacional precisou intervir para fazer que petistas e peemedebistas tivessem convivência amigável. No caso de Mossoró, terra acostumada a lidar com as liberdades - inclusive a política -, talvez as palavras de Frateschi não tenham surtido efeito. Tanto que ontem, um dia depois de ouvir do secretário geral de que o PT teria interesse na aliança com o PSB, o comando local petista convocou a imprensa para reafirmar que a pré-candidatura do reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) à Prefeitura de Mossoró, professor Josivan Barbosa de Menezes, está mantida.
Josivan Barbosa afirmou que o plano para forçar o PT mossoroense a apoiar a candidatura da deputada estadual Larissa Rosado (PSB) partiu da deputada federal Sandra Rosado. Segundo ele, Frateschi teria dito que o pedido feito ao PT nacional saiu da liderança do PSB na Câmara Federal, função hoje ocupada por Sandra Rosado. "O pedido para que o PT de Mossoró apoie o PSB é da deputada Sandra Rosado. Um pedido ao PSB nacional, para que o PSB possa fazer essa negociação."
Apesar da intervenção feita no Maranhão pelo PT nacional, o pré-candidato petista disse que a palavra (intervenção) não faz parte do vocabulário da legenda. "O PT não trabalha com esse terno 'interferência'. Temos que entender as instâncias do partido", disse.
Os petistas que participaram da reunião com Paulo Frateschi, além de não abrirem mão da candidatura própria à Prefeitura de Mossoró, cientificaram o secretário da executiva nacional petista que, se houver intervenção, o diretório municipal cruzará os braços à aliança com o PSB e fará campanha em prol do voto nulo.
Diante das afirmações de Josivan, o repórter entrou em contato com a deputada federal Sandra Rosado. Ela negou que tenha feito o pedido ao PT nacional e disse que não teve a "alegria de ver Lula. "Acho que é desinformação, pois o assunto está sendo tratado pelas lideranças nacionais. Ligue para Lula e para Eduardo Campos", disse. Ao ouvir do repórter que se ela, que é deputada federal e líder do PSB, tinha dificuldades em conversar com o ex-presidente e que um jornalista iria ter dificuldade bem maior, a parlamentar mudou o tom e disse: "Lula e Eduardo Campos interpretam que os partidos não são municipais. Não fiz nenhum pedido", afirmou.
Para a líder do PSB, o objetivo de Lula e Eduardo Campos é comum: vencer o DEM. "Nossa luta é essa, de fazer o Brasil crescer. Penso na política que contemple a população e em projetos que dão vez às pessoas. Para essa sua pergunta não tenho resposta. Quem tem é Eduardo Campos e Lula."
Perguntada se a questão fosse inversa, do PT querendo apoio do PSB, Sandra Rosado disse que não teria problema. "Com certeza aceitaríamos. Isso se o PT estivesse na condição em que Larissa está. Já apoiei o PT. Votei em Lula. Eles nunca estiveram na boa situação de Larissa", afirmou. Sandra Rosado disse ainda que "sacrifícios" foram feitos em outros Estados.

Falta de chuva reduz em até três vezes vazão nas Cataratas do Iguaçu


Se no Rio Grande de Norte a falta de chuva está reduzindo em boa parte o volume de água dos reservatórios potiguares, no Paraná a situação também não é diferente:
A redução do volume de chuva em Foz do Iguaçu, no Paraná, mudou a paisagem das Cataratas do Iguaçu. A vazão têm se mantido abaixo da média histórica de 1.500 metros cúbicos (m³) por segundo. Nos últimos dias, tem permanecido perto ou até abaixo de 500 m³ por segundo. Desde novembro, o volume de chuva acumulado está abaixo da média climatológica em toda extensão da Bacia do Iguaçu. Em Foz do Iguaçu, segundo dados do serviço de meteorologia do estado (Simepar), o déficit de chuva nos últimos seis meses totaliza 600 milímetros (mm).
Nesta quarta-feira (18/4), a vazão nas Cataratas do Iguaçu aumentou para 1.090 m³ por segundo. De acordo com o Setor de Monitoramento Hidrológico do Rio Iguaçu, da Companhia Paranaense de Energia (Copel), o aumento da vazão se deve à abertura na segunda-feira (16/4) das comportas das hidrelétricas da região, como a de Salto Caxias.
Formadas pelas quedas do Rio Iguaçu, as cataratas foram eleitas no ano passado, em concurso promovido pela Fundação New7Wonders of Nature, como uma das Sete Maravilhas da Natureza. Dezoito quilômetros antes de se juntar ao Rio Paraná, o Iguaçu vence um desnível do terreno e se precipita em quedas de até 80 metros de altura, alcançando uma largura de 2.780 metros. De acordo com boletim do Simepar, nesta quarta-feira (18/4) também não deve chover na região.

Paróquia comemorá 2º ano de criação amanhã


A Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes comemorara amanhã, quinta-feira (18), o 2º ano de criação no município. Para comemorar será celebrada uma missa em ação de graças as 19h30min na matriz, no centro da cidade, presidida pelo Pe. Francisco César Bessa. 

UFRN vai acabar com o vestibular

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte divulgou ontem que utilizará o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem/SiSU), em substituição do vestibular, para o processo seletivo de 2014.

Este ano, para o ingresso na instituição em 2013, a medida será adotada para no mínimo 50% das vagas. A decisão foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE).
Para a diretora do Complexo Educacional Contemporâneo, Irany Xavier, a adoção do Enem não será um problema para quem já esta se preparando para estas mudanças.

“Como a UFRN é a única instituição do Nordeste que ainda adota o vestibular tradicional como critério de ingresso, sabíamos que essa mudança não demoraria tanto para acontecer, por isso investimos na qualificação dos nossos professores, para que eles possam orientar nossos alunos da melhor forma”, explicou a diretora.

Fonte: Assessoria