i

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência é empossado em Ipanguaçu



Propor medidas que visem à defesa dos direitos das pessoas com deficiências, a eliminação das discriminações que as atingem e a sua plena inserção na vida sócio-econômica, política e cultural, organizar, incentivar e apoiar campanhas de conscientização e programas educativos dirigidos à sociedade em geral sobre as potencialidades das pessoas com deficiência, incentivando a empregabilidade e a inserção no mercado de trabalho, em respeito aos seus direitos, esse é um dos objetivos que o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMDEF) tem a partir de agora no município de Ipanguaçu.

Os membros foram empossados pela portaria número 185/2011 assinada pelo prefeito, Leonardo Oliveira. Aportaria nomeia os dezesseis membros titulares e suplentes que reúne representantes da sociedade civil, organizações não-governamentais e do poder público.

A solenidade de posse aconteceu, na manhã desta sexta-feira(01), no Centro Integrado da Cidadania – CIC, na sala dos conselhos. A secretária municipal de Assistência Social, Maria Cristina de Melo Oliveira, esteve presente onde desejou as boas vindas ao novo conselho.

Segundo Cristina Oliveira, o conselho será um forte aliado na elaboração e execução da proposta orçamentária da secretaria, sugerindo as modificações necessárias à consecução da política municipal, para integração e inclusão da pessoa com deficiência, “Queremos que essas pessoa com deficiência estejam mais presentes em nossos programas e projetos sociais, para isso o conselho terá como objetivos o acompanhamento, planejamento, e avaliar a execução das políticas públicas de infraestrutura nas diversas áreas” fala Cristina.

Para Paulo Jorge, 23 anos, membro do conselho e portador de deficiência, “É importante trazer melhorias para a vida dos deficientes, com isso será criado mais acessibilidade e mais qualidade de vida” disse ele.

Legalidade
Regulamentado por meio da lei municipal nº 14, de novembro de 2010, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência é uma instância superior de deliberação, cujo objetivo principal é propor, acompanhar e avaliar as políticas públicas voltadas aos portadores de necessidade especiais.

O núcleo é composto por uma equipe de 16 integrantes, eleitos para um mandato de dois anos. Entre eles, encontram-se representantes de instituições religiosas, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Representantes das pessoas com deficiência, representantes dos pais de deficientes, Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

O grupo vai se reunir ordinariamente uma vez por mês no CIC, na sala dos conselhos na Rua 23 de dezembro nº 104.

Empossados:
I – SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL
Titular: Emanuelle Alves de Oliveira Souza
Suplente: Maria Célia da Silva

II – SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
Titular: Mara Núbia de França
Suplente: Maria Delza Araújo da Fé

III – SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
Titular: Sophia Idalina Oliveira Bezerra da Costa
Suplente: Antonio Marcos Fernandes

IV – SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS URBANOS
Titular: Luzinaldo da Silva Oliveira
Suplente: Genilo Rodrigues dos Santos

V – REPRESENTANTES DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
Titular: Silvana Melo
Suplente: Paulo Jorge Rodrigues Pereira

VI – REPRESENTANTES DOS PAIS DE DEFICIENTES
Titular: Francisca Suzy Silveira Cachina
Suplente: Maria do Socorro Praxedes Alves

VII – IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS
Titular: Alexandro Otaviano de Melo
Suplente: Francisco Gonzaga Bento

VIII – SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS
Titular: Patrícia Faustino de Souza
Suplente: Francisco Xavier Viega


Rosalba tem superávit de 330 milhões em janeiro e fevereiro

Mineiro questiona o não pagamento aos fornecedores, o cumprimento do Plano de Cargos e Salários e a falta de transparência do Governo.

Segundo dados do Diário Oficial do Estado da última quinta-feira, 31, o Governo do Estado tem um superávit de mais de R$ 330 milhões referentes aos meses de janeiro e fevereiro. O Relatório da Execução Orçamentária aponta que a arrecadação foi de R$ 1,148 bilhão, enquanto as despesas ficaram em torno de R$ 817 milhões.

"O Governo optou por 'fazer caixa' e não pagar os fornecedores e servidores. Será que é esse o modelo de administração do DEM?", questiona o deputado Fernando Mineiro. "Como Rosalba justifica o não pagamento dos fornecedores e do Plano de Cargos de algumas categorias?", completa.

O parlamentar ainda aponta para o fato de que os dados foram publicados apenas no Diário Oficial impresso e não constam no Portal da Transparência, que ainda encontra-se "em desenvolvimento", após três meses de mandato.

"Isso reduz o acesso da população ao orçamento público", afirma o parlamentar.

Requerimento
Desde o dia 21 de março, o requerimento de Mineiro pelo detalhamento das dívidas do Governo do Estado está nas mãos da equipe de Rosalba. O deputado ainda não recebeu qualquer tipo de resposta.

Mineiro solicitou os dados após a mensagem da governadora na ALRN, quando ela afirmou que o RN possui uma dívida de curto prazo de R$ 810 milhões.

Fonte:Assessoria de Comunicação 
Deputado Estadual Fernando Mineiro - PT/RN

Dilma tem 73% de aprovação, mostra CNI/Ibope

A presidenta Dilma Rousseff tem 73% de aprovação, segundo pesquisa do Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada hoje (1º). O percentual de cidadãos que desaprovam a presidenta alcançou 12%. Além disso, 74% dos entrevistados disseram ter confiança em Dilma, contra 16% que não confiam.

arquivo/tnNesses três primeiros meses do governo da presidenta, 56% dos entrevistados apresentaram avaliação ótima ou boa, 27% consideraram regular e 5% avaliaram como ruim ou péssimoNesses três primeiros meses do governo da presidenta, 56% dos entrevistados apresentaram avaliação ótima ou boa, 27% consideraram regular e 5% avaliaram como ruim ou péssimo
Nesses três primeiros meses de governo, 56% dos entrevistados apresentaram avaliação ótima ou boa, 27% consideraram regular e apenas 5% avaliaram como ruim ou péssimo.

Em outro ponto, 64% consideraram o governo de Dilma Rousseff igual ao anterior, de Luiz Inácio Lula da Silva; 12% o classificam como melhor e 13% dos entrevistados consideraram o atual governo pior que a gestão passada. Para 14% dos entrevistados, Dilma tem um estilo de governar muito diferente de Lula, 40% acham o estilo um pouco diferente e 39% consideram que não existe diferença entre os dois.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Agência Brasil

Prefeito Leonardo vence enquete em blog


Foi encerrada ontem, quinta-feira dia 31, a enquete do blog Nosonliner, a pesquisa de opinião do publico do blog durou 90 dias, e fez a seguinte pergunta ao publico leitor, “Possíveis candidatos ao pleito municipal de Ipanguaçu 2012, em quem você votaria? "

A pesquisa que contabilizou um total de 2.637 votos teve em primeiro lugar o atual prefeito do município, Leonardo Oliveira, com 45,92% (1211 votos), o ex-prefeito do município, José de Deus, apareceu na quinta colocação com 0,72% (19 votos), a esposa apareceu em segundo com 45,13% (1190 votos), e em terceiro Valderedo Bertoudo com 3,19% (84 votos).

Em mais uma enquete em blogs do município de Ipanguaçu o prefeito Leonardo Oliveira, é bem avaliado.

Isso mostra que o ex-prefeito que comandou o município por vários anos não está com a bola toda na cidade.

E assim esperamos as eleições, uma coisa estejam certos, águas vão passar próximo a essa ilha e a possibilidade é que o atual administrador do município (Leonardo) ganhe ainda mais vantagem até 2012. Esperem só para ver!

Vale ressaltar que essa enquete não tem valor de pesquisa eleitoral. É um levantamento de opiniões, sem controle de amostra e não utiliza método científico para sua realização. A participação é espontânea e reflete apenas a opinião de um grupo de leitores do Blog.

UFERSA pesquisa produção de uva no Vale do Mossoró/Açu


Para conhecer o comportamento das videiras nas condições climáticas do semiárido potiguar, mais particularmente no pólo Mossoró/Açu, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido, está desenvolvendo no município de Ipanguaçu, o Projeto Produção de Uva de Mesa com Baixo Impacto Ambiental. A pesquisa é coordenada pelo professor visitante Sênior, Dr. Celso Valdervino Pommer, da CAPES.
Para o professor Celso Pommer, o experimento objetiva mostrar o potencial da cultura da uva na região do Vale Mossoró/Açu. O trabalho é realizado em parceria com o IF-RN e conta com a participação de estudantes do curso técnico em Agroecologia. “As portas vão estar sempre abertas para o desenvolvimento de experimentos com este realizado pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido”, afirma o diretor do IF-Ipanguaçu, professor Evandro Firmino.
O professor Celso Pommer explica que o experimento vem sendo realizado com três variedades de uva de mesa: Isabel Precoce, Niágara Rosada e a uva Itália. “São escassas as pesquisas voltadas para a produção da uva em locais não tradicionais como o Vale do Mossoró/Açu”, explica o professor, esclarecendo que a videira possui fisiologia para as regiões de clima mais definido.
Outro diferencial da pesquisa é a forma de produção com baixo impacto ambiental, ou seja, com menor uso de defensivos. “Além de proporcionar benefícios ao meio ambiente, proporciona redução de custos para os produtores”, enfatiza o professor Pommer.
No experimento, montando nas dependências do campus do IF-Ipanguaçu, foram plantadas 270 mudas, estando atualmente com quatro meses, incluído o período da estufa. A previsão da primeira poda é para o final do primeiro semestre do próximo ano. “As nossas expectativas é que possamos atingir uma produção semelhante à de Petrolina”, afirma o professor Celso Pommer.
“A pesquisa vem no momento certo uma vez que a FRUNORTE chegou a produzir uva no Vale do Açu, mas sem atingir produtividade satisfatória devido à carência de pesquisa com esse fruto na região”, afirma o engenheiro agrônomo e diretor da Fazenda Experimental do IF-Ipanguaçu, Malon Moraes Dantes. O agrônomo, que cursa mestrado em Ciências do Solo na UFERSA, acredita que a pesquisa irá trazer uma nova perspectiva para o cultivo da uva na região.
O professor Celso Pommer adianta ainda que a pesquisa servirá também de base para estágios de estudantes, aulas de campo e Dia de Campo para pequenos produtores rurais. “A economia agrícola do Vale do Açu está centralizada na banana e na manga. Pretendemos, agora, o retorno da uva de forma correta com pesquisa no seu plantio”, adianta.
Além do professor Celso Pommer, participam do Projeto dos professores Vander Mendonça, Patrícia Morais e Eudes Cardoso, da UFERSA e, os professores Edmondson Filho e Luciano Pacelli, do IF-Ipanguaçu. Também integram a equipe os estudantes de pós-graduação, Django Dantas, Doutorando da UFERSA e, Lenilton Alex, Mestrando da UFERSA.

Fonte: UFERSA

FÁTIMA BEZERRA sugere criação de parque nacional no Rio Grande do Norte




A deputada Fátima Bezerra (PT-RN) apresentou requerimento à Mesa Diretora da Câmara, no qual faz indicação à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, sugerindo a criação do Parque Nacional da Furna Feia. O sítio espeleológico fica localizado entre os municípios de Mossoró e Baraúna.
A Furna Feia, segunda maior caverna do Rio Grande do Norte, com 766 metros de desenvolvimento linear, é apenas uma das 213 cavernas que foram identificadas em apenas 2% área total da reserva, sendo a maior concentração de cavernas do Estado. Também faz parte do Parque, o Abrigo do Letreiro, que apresenta inúmeras pinturas rupestres.
Os levantamentos preliminares apontam flora e fauna diversificadas e bem preservadas, tornando a área uma das mais representativas do bioma Caatinga no Estado, com a ocorrência de 105 espécies de plantas, sendo 22 endêmicas; 101 espécies de aves; 23 espécies de mamíferos e 11 espécies de répteis. Várias dessas espécies que lá ocorrem constam nas listas de fauna e flora ameaçadas de extinção. A área, portanto, tem imenso potencial para pesquisa científica. Nesse sentido a UFRN, a UERN e a UFERSA já realizam estudos na área, além de outras universidades no Brasil.

Além de contribuir para a preservação do local, o Parque da Furna Feia vai contribuir para incrementar o turismo na região, principalmente o turismo ecológico e de aventura, que terá importante papel no desenvolvimento sócio-econômico de famílias assentadas e comunidades do entorno, sendo uma importante fonte de renda sustentável para a região. 

Enviado por: Edimilson José

Assú acolherá oficina de sustentação ao Plano Estadual de Recursos Hídricos

O plenário da Câmara Municipal do Assú foi o local previamente escolhido para sediar, dia 7 de abril, uma quinta-feira, entre 8h e 17h, a realização de uma oficina cujo caráter principal será fornecer subsídios ao trabalho de atualização e aperfeiçoamento do Plano Estadual de Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte. Esta atividade, contratada ainda na gestão do ex-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), terá desdobramento na administração atual, sob coordenação-geral da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), dirigida pelo vice-governador Robinson Faria (PMN).

A execução da tarefa coube às empresas Projetec - Projetos Técnicos Ltda., Techne - Engenheiros Consultores Ltda. e BRL Ingenierie S.A.

O Plano Estadual de Recursos Hídricos é apontado como um dos instrumentos de gestão necessários para o ordenamento das ações do estado na consolidação de seu modelo gestor das disponibilidades hídricas do Rio Grande do Norte.

Garante, entre outras coisas, a utilização racional das águas e sua proteção, bem como a quantidade e qualidade adequadas aos usos atuais e às gerações futuras. Neste contexto, torna-se fundamental receber e incorporar percepções e propostas através da programação de oficinas.

Segundo o artigo 6º da Lei Estadual nº 6.908, de 1º de julho de 1996, que dispõe sobre a Política Estadual de Recursos Hídricos, o plano deve ser revisto e atualizado a cada quatro anos. A Semarh, através do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente e Convivência com o Semiárido Potiguar, contratou o consórcio de empresas citadas para revisar e atualizar o plano estadual. Este processo foi dividido em estágios. A primeira etapa, denominada de "Atualização do Diagnóstico", compreende a atualização e avaliação integrada das restrições e das potencialidades dos recursos hídricos, associadas às demandas atuais e futuras para os diversos usos dos recursos consolidando assim o diagnóstico atual.

DESFECHO
A fase seguinte - "Atualização e Complementação dos Estudos de Planejamento" - consiste na proposição das alternativas de intervenção visando medidas reparadoras na gestão dos recursos hídricos. A última etapa - "Atualização e Complementação da Programação das ações" - é o momento no qual ocorre a consolidação final do Plano Estadual de Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte, através de um processo participativo por intermédio de consultas públicas que se desenvolverão regionalmente. No evento em Assú, dia 7 próximo, deverão participar representações, além da cidade-sede, dos seguintes municípios: Afonso Bezerra, Alto do Rodrigues, Angicos, Carnaubais, Fernando Pedroza, Galinhos, Guamaré, Ipanguaçu, Itajá, Macau, Pedro Avelino, Pendências, Porto do Mangue e São Rafael.


Fonte: O mossoroense