i

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

'Oposição é pior do que doença sem cura', desabafa Lula


Ipanguaçu, RN, 20 (AE) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje (20) em Ipanguaçu, a 215 quilômetros de Natal (RN), o comportamento dos políticos de oposição ao governo "A oposição é pior do que doença que não tem cura", disse em discurso para estudantes, na inauguração de uma escola técnica federal no município.


Lula citou o colunista social dos anos 70 Ibrahim Sued para ilustrar a atitude dos oposicionistas em relação à sua administração. "Enquanto os cães ladram, a caravana passa. E eu tenho de governar esse País", disse o presidente. Ele contou ter sido criticado pela oposição, por exemplo, ao inaugurar uma universidade em Mossoró (RN). "A oposição dizia que eu estava inaugurando um muro", disse. "Agora eles têm de ir ver o que o muro está produzindo.


"PICARETAS - O presidente aproveitou a plateia jovem para pedir que não desanimem da política brasileira. E estimulou os estudantes a se candidatarem a cargos eletivos. "Quando estiver desanimado da política, aquele dia em que estiver lendo jornal e falar 'não quero mais saber dessa porcaria', pense: por que você não entra na política?", aconselhou Lula. "Quanto mais as pessoas sérias se afastarem da política, mais picaretas vão entrar nela.


"Lula defendeu a aprovação da proposta de reforma política que tramita no Congresso Nacional. "Sem reforma a gente não melhora a política brasileira." Ele criticou os Estados governados pelas mesmas famílias por "décadas, décadas e décadas" e citou como exemplo Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba. Não citou o Maranhão, dominado há anos pelo clã do presidente do Senado, José Sarney (PMDB). "Em cidades do Nordeste, há até famílias brigam entre si, o 'Silva 1' contra o 'Silva 2'. Participam de partidos diferentes, se ofendem, mas a família continua mandando.


"PT FORTE - Apesar das baixas no PT e do racha entre lideranças petistas, o presidente afirmou que o partido que ajudou a fundar continua "forte, com muitas possibilidades". Em entrevista a rádios de Mossoró, a 280 quilômetros de Natal, Lula disse aceitar a saída da senadora Marina Silva (AC) do partido e afirmou que o senador Flávio Arns (PR), que anunciou ontem a intenção de deixar o PT, sempre foi "muito encrencado" com o partido.


"Marina foi minha ministra até quando quis. Se a pessoa quer sair do partido, não está confortável, é um direito", disse o presidente. "Se ela quis fazer uma opção e não me procurou para conversar, estava com a opção feita." Lula afirmou que sua relação com a senadora continuará a mesma. "Continuo gostando dela, achando um quadro extraordinário.


"O presidente aproveitou a entrevista para divulgar o perfil ideal de seu sucessor, ou melhor, de sua sucessora na Presidência. "É uma candidata, uma mulher", disse sem citar o nome da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a mais cotada para concorrer pelo PT. "O perfil é de uma pessoa honesta e de caráter. No meu caso, que sou um homem que valoriza a participação das mulheres na política, pode ficar certo de que minha candidata será uma mulher.


"Lula disse temer que os programas articulados por seu governo sejam abandonados em uma próxima administração. "Não tem nada pior do que entrar alguém, parar as coisas e começar do zero", disse. "Gostaria que fosse eleita presidente do Brasil alguém com o conhecimento que hoje temos desse País e o compromisso de executar as coisas que já estão programadas."

Ao inaugurar o IFRN, Lula defende Prouni e critica governo FHC

Ao inaugurar a nova unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), em Ipanguaçu, município a 200 quilômetros de Natal, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que está oferecendo aos jovens uma oportunidade que a geração dele não teve. A solenidade de inauguração terminou há pouco e o presidente retornou para Mossoró, onde desembarca do aeroporto Dix-sept Rosado rumo a Brasília.

"Estou oferecendo aos filhos deste país aquilo que minha geração não pôde ter", disse o presidente. Lula não deixou passar a oportunidade de criticar o governo Fernando Henrique Cardoso. "Tem gente que chegou tão letrado que não queria que gente pobre chegando à universidade", afirmou ele. O presidente também defendeu o Prouni que, segundo ele, hoje assegura a permanência de 545 estudantes em universidades privadas. "Não existe espaço na minha cabeça para ser mesquinho e pequeno", discursou.A unidade do IFRN que o presidente Lula inaugurou em Ipanguaçu tem capacidade para receper 679 alunos em cursos técnicos de níveis médio e superior. A solenidade marcou também a inauguração oficial dos campi do IFRN dos municípios de Apodi, Caicó, Macau, João Câmara, Pau dos Ferros e Santa Cruz.
fonte: Tribuna do Norte
Valdir Julião - Repórteri

Prefeito pede desassoreamento do rio Pataxó a Lula

Leonardo Oliveira Prefeito de Ipanguaçu/RN

O prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira (PT), abriu a solenidade no Vale do Açu, com a presença do presidente Lula, a quem pediu que fizesse, "como última obra de sua gestão" no município, que realizasse obras de desassoreamento do rio Pataxó, que com 21 quilômetros de extensão, destroi casas, plantações e quebra a economia e as empresas do agronegócio durante períodos de enchentes, como ocorreu em 2009 e 2010.


Leonardo Oliveira lembrou a primeira vez em que Lula veio a Ipanguaçu, em 1994, liderando a "Caravana da Cidadania", quando demonstrou que podia chegar aonde chegou, a presidência da República. "O desassoreamento do rio Pataxó é um sonho de 60 anos", disse o prefeito, que ainda pediu apoio ao presidente para a criação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Sertão, que é um pedido dos 12 municipios do consório intergestor do Vale do Açu.


fonte: Tribuna do Norte

Valdir Julião - Repórter

Lula nega favorecimento partidário nos investimentos do governo


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou há pouco, em Mossoró, que as decisões do governo federal sobre investimentos nos estados e municípios tenham motivações partidárias ou ideológicas.


A declaração foi durante entrevista às emissoras de rádio em Mossoró. "O importante é a melhoria de vida das pessoas do Estado. Muitas vezes se escolhe onde a população está em maior degradação”, afirmou o presidente. A coletiva em Mossoró terminou agora, e o presidente já está a caminho do município de Ipanguaçu, onde haverá solenidade de inauguração de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN.


Lula destacou, na coletiva, que considera a transposição das águas do Rio São Francisco uma das principais obras do governo federal em execução na região Nordeste. Ele disse que deve visitar as obras nas próximas semanas ao lado dos governadores Pernambuco, Paraíba, Ceará e da governadora do Rio Grande do Norte. A inauguração, informou, está prevista para o próximo ano, o último do segundo mandato dele na presidência da República.


O presidente lamentou o excesso de burocracia na execução de obras públicas. “Tem muita coisa que ainda não conseguimos fazer. Entre pensar um projeto, fazer a licitação e conseguir licenciamento há toda a lógica da burocracia”, afirmou. Ele destacou que pretende apresentar um projeto no Congresso Nacional para reduzir as exigência burocráticas, sem impedir a fiscalização.

Lula inaugura campi de tecnologia no Rio Grande do Norte

Wilma, Lula e Leonardo.

Presidente se encontrou com a governadora do estado, Wilma de Faria.Ele visitou campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Lula em Ipanguaçu...

'Se vocês entrarem na política, ajudarão a mudar', diz Lula a plateia de estudantes

Presidente inaugurou campi de tecnologia no Rio Grande do Norte.'Prestem atenção que ano que vem já tem eleições', disse.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta quinta-feira (20), a uma plateia formada principalmente por estudantes, que os descrentes da política brasileira deveriam “prestar atenção” nas eleições de 2010 e que a juventude brasileira precisa ter uma maior participação no tema.


“Não adianta só reclamar. Acaba de eleger um prefeito hoje, amanhã está xingando já. Não adianta, é preciso participar. Se a juventude não participar, vamos ter pouca chance de renovar. Prestem atenção que ano que vem já tem eleições”, disse Lula, em discurso na cerimônia de inauguração dos campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IRFN), em Ipanguaçu.


Lula disse que sabe que há muita gente desacredita na política e que daria “um conselho de amigo” e não do presidente da República. “O político tem mandato de quatro em quatro anos. A gente pode fazer meia limpeza, limpar tudo ou deixar como está”, disse.


“Pense o seguinte: por que você não entra na política? Porque possivelmente o político que vocês querem não está em mim, não está em ninguém, está dentro de vocês. Se vocês entrarem na política, ajudarão a mudar. Não adianta só reclamar. Acaba de eleger um prefeito hoje, amanhã está xingando já. Não adianta, é preciso participar”, disse.



Nesta quinta-feira, o senador Aloízio Mercadante (PT-SP) disse no Twitter que Lula quer conversar com ele pessoalmente antes do seu pronunciamento anunciando sua saída da liderança do partido no Senado. O motivo da saída de Mercadante é o racha criado na bancada devido ao arquivamento de todas as 11 acusações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Éica na quarta-feira (19). Os senadores do PT no conselho votaram pelos arquivamentos.



Educação

No discurso, focado em educação, Lula falou dos números do Programa Universidade para Todos (ProUni) e rebateu as críticas contrárias ao projeto. Disse que pensa em tentar conseguir uma bolsa do programa. “Se eu me invocar, quando eu terminar a Presidência eu vou tentar arrumar uma vaguinha no ProUni”, disse, após citar a sua trajetória profissional e política e a do vice-presidente José Alencar, que não chegaram à universidade.


“Quando vocês aprenderem uma profissão, vocês serão profissionais qualificados em qualquer parte do território nacional, no Oiapoque ou no Chuí. A chance de ter emprego e de ter bom salário é infinitamente maior”, disse.



Antes da cerimônia de inauguração dos campi nos municípios de Apodi, Caicó, Ipanguaçu, João Câmara, Macau, Pau dos Ferros e Santa Cruz, Lula visitou unidade do INstituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte.

Depois de 15 anos, Lula volta a Ipanguaçu.


Durante sua passagem com a caravana da cidadania, Lula assumia o compromisso de que se um dia chegasse à Presidência da República lutaria contra o analfabetismo. Nesta quinta ele vem à cidade para cumprir a promessa.

Em 1994, durante a “Caravana da Cidadania”, realizada por Lula cruzando o país de ponta-a-ponta, eu lembro que na cidade de Ipanguaçu, o ex-metalúgico subia na carroceria de um caminhão para falar diante de um pequeno público. A parada não estava agendada, mais devido está no caminho, os petistas armaram um “bloqueio” na rodovia no centro da cidade.

Ainda lembro-me nas ruas de Ipanguaçu, molhado pela chuva, Lula dizia sem medo de ser feliz que estava exercendo sua missão de levar a todos um sonho cidadão. Sabendo que um dia chegaria ao Planalto, o principal objetivo dessas viagens era obter uma radiografia completa do País. E conhecer cada palmo do Brasil foi a sua grande e eficiente faculdade.

O Lula já popularíssimo, volta ao mesmo local onde falou no escuro em cima de um pau de arara. “Fé na vida, fé no que virá, nós podemos tudo, nós podemos mais. Vamos lá pra ver o que será”. Este refrão da música do Gonzaguinha expressa um pouco a trajetória do presidente que saiu do torrão nordestino para ser o presidente mais querido do Brasil.

Ele agora é o cara

Nesta 5ª-feira será diferente. Não mais como um sonhador, mas como o grande líder e uma das figuras mais popular do mundo, Lula pisa novamente lá. Nas andanças em 94 ele dizia: Nas viagens que fiz este ano, vi na face dessa gente carcomida pela fome um olhar de esperança, de fé no Brasil e o desejo de voltar a ter orgulho de ser brasileiro.

fonte: Tony Martins

Governo federal entrega sete escolas técnicas no Rio Grande do Norte


O Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva participa nesta quinta-feira (20/8), às 12h40, da inauguração de uma escola técnica federal no município de Ipanguaçu, no Rio Grande do Norte. Além de Ipanguaçu, outras seis escolas do Instituto Federal do Rio Grande do Norte serão entregues no estado, nos municípios de Caicó, Apodi, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Macau e João Câmara, com início das atividades previsto para setembro próximo.

Em cada um dos campi estão sendo investidos mais de R$ 5 milhões pelo governo federal. Quando estiverem em pleno funcionamento, cada escola atenderá a 1,2 mil estudantes. Juntas, as sete unidades irão gerar 8,4 mil vagas em cursos de educação profissional em todo o estado. Em Ipanguaçu, o campus do Instituto Federal já atende a 679 alunos de cursos técnicos de nível médio e superior em Agroecologia, Informática e Química.

Na escola técnica de Apodi serão oferecidos, inicialmente, cursos nas áreas de Biocombustíveis, Zootecnia e Química, para 390 alunos. Em Caicó, a previsão é de que 400 alunos ingressem nos cursos de Eletrotécnica e Informática. No município de Pau dos Ferros serão ministrados cursos nas áreas de Alimentos, Informática e Química, para 350 estudantes. A escola técnica de Santa Cruz receberá 350 alunos, que ingressarão nos cursos de Informática, Refrigeração e Climatização, e Física. Macau contará com cursos nas áreas de Química, Recursos Pesqueiros e Ciências Biológicas, e receberá inicialmente 350 estudantes. João Câmara também vai receber 350 alunos para estudar em cursos de Cooperativismo, Informática e Física.
De acordo com o Ministério da Educação, as novas unidades fazem parte da expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. A iniciativa conta com investimentos de R$ 1,1 bilhão do governo federal e colocará em funcionamento 214 novos campi de Institutos Federais em todo o País até o final de 2010, dos quais 82 já estão em funcionamento.

Mais informações
Assessoria de Imprensa
Ministério da Educação (61) 2104-9985/ 8646

AGENDA DO SENHOR PRESIDENTE Quinta-feira 20 de agosto de 2009


Presidência da República
AGENDA DO SENHOR PRESIDENTE

Quinta-feira
20 de agosto de 2009

08:00 - Partida para Mossoró (RN)
Base Aérea de Brasília (DF)

10:30 - Chegada a Mossoró
Aeroporto Dix-Sept Rosado

10:40 - Entrevista às rádios Caicó AM, Difusora de Mossoró e Globo de
Natal

12:20 - Visita ao campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), em Ipanguaçu
Rua 118, Base Cívica, Zona Rural

12:40 - Cerimônia de inauguração dos campi do IFRN nos municípios de
Apodi, Caicó, Ipanguaçu, João Câmara, Macau, Pau dos Ferros e
Santa Cruz
Avenida Senador Salgado Filho, 1.559, Tirol, Ipanguaçu

16:00 - Partida para Brasília
Aeroporto Dix-Sept Rosado

18:30 - Chegada a Brasília
Base Aérea de Brasília

Lula inaugura unidades das escolas técnicas do RN

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estará hoje no Rio Grande do Norte para oficializar a entrega de novas unidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). No município de Ipanguaçu, o presidente inaugura o campus local, que já está em funcionamento, e os novos campi instalados em Apodi, Caicó, Macau, João Câmara, Pau dos Ferros e Santa Cruz.Lula tem desembarque previsto para as 10h30 no aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró, e logo depois segue, provavelmente, de carro para Ipanguaçu. O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, o senador Garibaldi Filho (PMDB) e a deputada Fátima Bezerra (PT) devem acompanhar o presidente Lula no voo. Em Mossoró, eles devem ser recebidos pela prefeita Fafá Rosado no aeroporto Dix-sept Rosado, quando será presenteado com objetos que lembram a cidade.A solenidade de inauguração dos novos campi deve começar às 12h30 e terminar por volta das 14h. Em seguida, o presidente retorna para Mossoró e na sequência para Brasília (DF). Lula terá a companhia oficial do ministro da Educação, Fernando Haddad, e do ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins.
Hoje, o secretário-substituto de Educação Profissional do Ministério da Educação (MEC), Getúlio Marques Ferreira, e o reitor do IFRN, Belchior de Oliveira Rocha, apresentaram dados do plano de expansão dos institutos federais, em entrevista coletiva concedida no campus de Mossoró do IFRN.Getúlio destacou que as escolas federais foram criadas em 1909, pelo presidente Nilo Peçanha, e que esse modo de ensino sofreu um retrocesso no governo Fernando Henrique Cardoso, “que criou uma lei proibindo a expansão das escolas técnicas federais”.Ele observou que em 2002 existiam 140 escolas técnicas no país, destacando que agora são 354 unidades federais funcionando. Belchior lembrou que há quatro anos existiam apenas duas unidades do Cefet no Estado. “A partir de amanhã (hoje) serão 11 unidades. Um grande avanço para o RN”, ressaltou.Os novos campi do IFRN começam a funcionar no próximo dia 8 de setembro, recebendo inicialmente entre 350 e 390 estudantes. Quando estiverem em pleno funcionamento, cada escola atenderá a 1,2 mil estudantes.
O Governo Federal está investindo mais de R$ 5 milhões em cada campus.Mais de duas mil pessoas estão sendo esperadas no Campus Ipanguaçu, entre servidores do IFRN, autoridades e moradores dos sete municípios que receberão as novas escolas. A expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica no Rio Grande do Norte está diretamente relacionada ao crescimento e redimensionamento da atuação do atual Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), que até o ano de 2006, contava com apenas duas Unidades de Ensino: a Unidade Central de Natal, cuja fundação remonta às suas origens em 1909; e a Unidade de Ensino Descentralizada de Mossoró, inaugurada em 1994.
O Estado contava ainda com mais três Escolas Técnicas vinculadas à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN): a Escola Agrícola de Jundiaí, a Escola de Enfermagem e a Escola de Música, perfazendo, à época, uma matrícula total em Educação Profissional na Rede Federal da ordem de cinco mil alunos.Estudos preliminares desenvolvidos por esta instituição sobre o Estado, que subsidiaram a primeira fase do maior plano de expansão da Rede já empreendido pelo Governo Federal, apontaram a importância da implantação de, pelo menos, mais 13 novas Unidades de Educação Profissional no Rio Grande do Norte, para o atendimento de uma matrícula anual da ordem de 20 mil estudantes em cursos regulares, conforme quadro demonstrativo abaixo:Na primeira fase do referido plano de expansão, em 2006, foram implantadas três Unidades de Ensino vinculadas ao então Cefet-RN: as Unidades de Ensino da Zona Norte de Natal, de Ipanguaçu e de Currais Novos, cuja oferta educacional representa atualmente um incremento de mais de duas mil matrículas.
Na segunda etapa do plano de expansão, por sua vez, o Rio Grande do Norte foi contemplado com mais seis campi, situados nos municípios de Apodi, Pau dos Ferros, Macau, João Câmara, Santa Cruz e Caicó Com isso, em 2010 a educação profissional no Estado contará com 12 mil matrículas em cursos técnicos e superiores de tecnologia, de licenciatura e de pós-graduação, com a expectativa de atingir 20 mil matrículas até o fim da implantação das demais Unidades previstas.
fonte: TRIBUNA DO NORTE

Prefeitos do Vale do Assu terão audiência com o presidente Lula nesta quinta em Ipanguaçu

Os prefeitos que integram o Consórcio de Intergestores do Vale Unido terão uma audiência reservada com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quinta-feira(20) na cidade de Ipanguaçu.Eles irão expor questões relevantes para o desenvolvimento da região do Vale do Assu. “Trata-se de um excelente momento para debatermos com a principal autoridade política e administrativa do País iniciativas importantes para o crescimento de todo o Vale do Açu”, diz o prefeito de Assú, Ivan Júnior.
A confirmação do encontro ocorreu nesta quarta-feira(19), após reunião de Ivan Júnior com integrantes da equipe presidencial responsável pelos detalhes da programação de inauguração do campus avançado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), em Ipanguaçu.
Ivan Júnior, que é presidente do Consórcio de Intergestores do Vale Unido, vai pedir ao presidente Lula a consolidação do projeto de implantação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) da região do Vale do Açu, também denominada de ‘ZPE do Sertão’
.O projeto da ‘ZPE do Sertão’ já teve aprovação em caráter terminativo na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal e, na última quinta-feira(13), recebeu parecer favorável do deputado federal João Maia, relator da matéria na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados.