i

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Todo bom começo tem um bom professor

Estimadas Educadoras,
Caríssimos Educadores,

É com grande felicidade que vimos parabenizar a você, professor (a), pelo seu dia. Aliás, por mais um dia. Porque todos os dias são seus. Você, que é capaz de transformar mesmo em meio a condições, por vezes, adversas. Você, professor (a), que desvela beleza diante dos olhos das nossas crianças e jovens, e com isso dá margem para que cada um possa crescer autonomamente e buscar a felicidade pessoal e comunitária. Educadores (as), o dia do professor é apenas um marco cronológico diante da dimensão da missão a que vocês se propuseram cumprir neste chão tão árido e tão fértil: edificar sonhos, redesenhar vidas, educar sociedades. 

Seria uma verdadeira sandice pensar num mundo sem professores. É pela sua palavra, professor (a), que o mundo é descoberto e redescoberto pelos pequenos, e isso jamais morre na memória ou no coração de um ser humano, por mais relapso ou duro que possa ser. Aquilo que marca, para o bem ou para o mal, jamais é apagado dos autos da nossa vida. Eis uma das nossas principais responsabilidades: garantir que das marcas que nossos alunos levarão consigo das nossas vivências, a maioria absoluta remeta-lhes à felicidade: aos risos do dia-a-dia, às construções positivas, à busca sadia pelo conhecimento, às lágrimas compartilhadas, aos abraços impregnados de força e proteção. 

Que vivemos numa sociedade que não presta as devidas honras à comunidade educadora do Brasil, concordamos. Mas isso deve ser, antes de tudo, um aspecto motivador para que nossa resistência seja a mais pura, a mais bela, a que usa do amor incondicional e do sentimento de luta contínua para semear a transformação que sonhamos nos corações que ainda não a compreendem. Responder ao descaso com descaso é esperar que alguém ame sem conhecer o amor. A nossa principal bandeira e desafio deve ser a qualidade da nossa ação em cada escola, da mais longínqua a mais próxima, da mais equipada a menos servida. Se formamos cidadãos conscientes do seu papel na reconstrução da sociedade e que veem a educação como principal peça deste quebra-cabeça, o que sonhamos como professores e professoras estará muito mais perto do status de utopia realizável.

Somos o sal da terra e a luz do mundo, porque nada surge, nada evolui, nada brilha nem ascende, senão pelas nossas mãos, pela nossa palavra, pelo nosso sentimento. Não temos o poder de mudar o mundo. Mas podemos mudar as pessoas. E essas, juntas e unidas, podem ressignificar suas existências e, assim, o mundo. Nosso ofício não é só um ofício, é uma missão. Primariamente, somos professores. Mas no fundo, cada um é educador – de si e do mundo – porque vê na sua obra muito mais que o ensino do conhecimento construído ao longo do tempo pela humanidade, mas a construção contínua de seres humanos melhores, mais competentes, efetivamente felizes e certos de que os sonhos movem até a mais pesada pedra e que a vontade de viver é o néctar que deve embebedar-nos a cada dia que nos é oferecido. 

Pelas lutas que você trava diariamente, pela força de vontade em persistir e por acreditarmos profundamente no seu trabalho, é que lhes desejamos um feliz dia dos professores e contínua força para amar, lutar e crer numa sociedade que se faz e refaz a partir do que fazemos e refazemos na educação. 

Em nome da Prefeitura de Ipanguaçu e da Secretaria Municipal de Educação, desejamos a toda comunidade docente de Ipanguaçu um excelente dia do professor.

Profª. Jeane Dantas dos Santos Bezerra
SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO 

Nenhum comentário: