i

domingo, 11 de maio de 2014

Poucas chuvas prejudicam produção de frutas no RN

fruta_m
O Rio Grande do Norte é um conhecido líder na produção agrícola como castanhas de caju e frutas tropicais. No caso da fruticultura, o Estado divide a liderança dos maiores exportadores junto com o Ceará, a Bahia e Pernambuco que somam 73% das exportações brasileiras de frutas.

Apesar da posição de destaque, a produção registrou uma leve instabilidade nos primeiros meses de 2014. O motivo, de acordo com o presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex), Luís Roberto Barcelos, é a falta de recursos hídricos. 

“Estamos no terceiro ano de seca, de chuvas abaixo da média, então, não houve uma reposição adequada dos aquíferos que usamos, principalmente os subterrâneos que necessitam de um tempo de recarga, então, isso acabou não acontecendo. Porém, de um modo geral o setor está se movimentando”, disse.

O sucesso da fruticultura irrigada no Rio Grande do Norte pode ser saboreado por diversas partes do mundo e alguns frutas se destacam nas importações, entre eles está o melão. “As variedades do melão e da melancia ainda são os produtos mais destacados, mas na região a gente já tem uma produção muito grande e diversificada de banana e mamão. Isso acaba ajudando também a não ficar tão concentrado, embora o mamão e a banana sejam mas direcionadas para a mercado local”, explicou Barcelos.

Na lista de consumidores das frutas produzidas no RN, estão o Oriente Médio, Ásia,  leste europeu e o mais recente Chile. “O Chile é um país que já aprovou a nossa fruta, o nosso mercado para exportação, então, estamos começando as primeiras exportações. Não é um grande país em termos de consumo, mas é uma credencial muito grande que vai ajudar a abrir outros mercados”, disse Luís Roberto Barcelos.

Além das boas condições naturais, o período da safra no Estado é um diferencial da produção. Por exemplo, o melão consumido em todo o mundo – entre os meses de setembro a janeiro - são de origem potiguar. No RN os maiores polos de produção frutífera irrigada fica nas regiões do Baixo Assú, Mossoró e Chapada do Apodi.
Nominuto.com

Nenhum comentário: