i

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Telemedicina já diagnosticou mais de 10 mil casos de infarto no RN

telemedicinaO Programa de Telemedicina do Rio Grande do Norte encerrou o ano de 2013 com um balanço positivo de suas atividades. Sua atuação nos 167 municípios do Estado já possibilitou desde a implantação, em setembro de 2010, o diagnóstico de mais de 10 mil casos de infarto.
“O programa atua no diagnóstico prévio, atendendo pacientes com queixas que, caso sejam identificadas como doenças cardiológicas, permitem ao médico assistente encaminhar o paciente em tempo hábil a uma unidade especializada”, explica o coordenador do Programa Estadual de Telemedicina, Carlos Eduardo de Albuquerque. A Central de Telemedicina contempla ainda o acesso à segunda opinião médica. “Além de emitirem os laudos, os especialistas podem passar, por telefone, orientações sobre a conduta médica”, completa.
Somente durante o ano de 2013 foram realizados 46.303 exames em 222 unidades de saúde de todo o Estado. Desde o início do programa até 31 de dezembro de 2013 foram realizados 245.399 exames (tele eletrocardiogramas) em 234 unidades de saúde do RN, com 426.019 diagnósticos, sendo destes, 10.070 infartos.

Nenhum comentário: