i

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Correios do Brasil estão entre os 10 melhores do mundo

Estudo “Achieving High Performance in the Postal Industry 2013” analisou 26 operadores, públicos e privados, inclusive gigantes multinacionais.

correio_m
Os Correios brasileiros figuram entre as 10 melhores empresas de serviço postal do mundo, de acordo com estudo divulgado nessa terça-feira (16) pela Accenture — considerada a maior consultoria do mundo. O estudo “Achieving High Performance in the Postal Industry 2013” (Alcançando alto desempenho em serviço postal) analisou 26 operadores, públicos e privados, inclusive gigantes multinacionais.
O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, ressaltou que o resultado se deve ao empenho dos trabalhadores, aos investimentos realizados nos últimos anos e às iniciativas do governo federal para revitalizar a empresa. “Estamos trilhando o caminho certo para fortalecer os Correios como empresa pública e aprimorar cada vez mais o atendimento às empresas e aos cidadãos. Nosso planejamento estratégico de longo prazo prevê ações focadas pela pesquisa e nos últimos anos temos centrado esforços e investimentos nesse sentido”, afirmou, referindo-se ao Plano Estratégico Correios 2020.
Entre as novas ações em curso nos Correios estão a busca por parcerias que agreguem valor à marca e à rede de atendimento, como a entrada no mercado de telefonia móvel celular (MVNO); a ampliação da oferta de serviços postais eletrônicos como o V-POST, hoje utilizado pelos Tribunais Regionais do Trabalho em todo o Brasil; a implantação do rastreamento de encomendas em tempo real, prevista para o próximo mês; e abertura do primeiro escritório de prospecção no exterior, em Miami (EUA).
Além disso, a empresa, nos últimos dois anos, criou uma área estratégica voltada a encomendas e logística e outra voltada ao relacionamento com clientes, além de reativar a Ouvidoria; contratou 15 mil trabalhadores por concurso público (e está admitindo neste ano mais 6,6 mil); investiu cerca R$ 500 milhões na compra de 14 mil veículos e na construção, reforma, manutenção e ampliação de 1,4 mil unidades e mais R$ 50 milhões na aquisição de computadores e equipamentos para a área operacional.

Fonte: Nominuto.com 

Nenhum comentário: