i

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Prefeitura de Ipanguaçu alerta beneficiários do Bolsa Família para que cumpram condicionalidades

 As famílias beneficiárias do programa Bolsa Família participaram na manhã desta quinta-feira (08) de uma reunião informativa sobre as condicionalidades determinadas pelo programa social. O evento, promovido pela prefeitura de Ipanguaçu, foi sediado na Câmara Municipal.

A intenção da secretaria de Assistência Social é conscientizar as famílias que estão descumprindo as exigências. O acompanhamento escolar das crianças e adolescentes, uma das exigências estabelecidas pelo Governo Federal para que as famílias recebam o benefício, é um dos principais problemas encontrados no município.

Segundo a secretária de Assistência Social, Cristina Oliveira, a família do aluno que tiver frequência escolar inferior a 85% poderá ser notificada e corre risco de perder o beneficio.

“Independente de assegurar o benefício, é importante que os pais orientem e incentivem seus filhos a frequentarem a sala de aula, de forma a melhorar o desempenho escolar do seu filho, assegurado que tenham uma educação de qualidade” disse Cristina.

Foram convocadas para a reunião 70 famílias beneficiárias do Bolsa Família que atendem o perfil para o cumprimento das condicionalidades. “Além de avaliar o estado educacional da criança, também é possível verificar o desempenho na saúde das de cada membro da família. São essas informações que permitem a avaliação dos resultados efetivos do Bolsa Família, buscando a melhoria da condição de vida dos beneficiários”, afirma a secretária.

Programa

Podem fazer parte do Programa Bolsa Família as famílias com renda mensal de até R$ 140,00 por pessoa, devidamente cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

O Programa Bolsa Família busca a inclusão social das famílias por meio da transferência de renda e da garantia de serviços essenciais. O objetivo é combater a pobreza e outras formas de privação, além de criar a possibilidade de emancipação dos grupos familiares, diminuindo a desigualdade social.

Nenhum comentário: