i

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Gestor quer revitalizar discussão do projeto de desassoreamento de rio


Rio_Pataxo
Superado o instante eleitoral, agora o prefeito reeleito de Ipanguaçu, Leonardo da Silva Oliveira (PT), pretende provocar o recrudescimento do debate em torno da realização da obra de completo desassoreamento do leito do rio Pataxó.

Para ele, é um investimento vital e indispensável para que o município não volte doravante a padecer dos problemas que enfrentou nas enchentes verificadas nos últimos anos.

O mandatário municipal entende que o empreendimento é a única opção verdadeiramente capaz de minimizar a ameaça de inundação que Ipanguaçu enfrenta sempre que há períodos de inverno rigoroso e que provocam o transbordamento d'água do açude público de Pataxó para dentro do leito do rio homônimo. Leonardo Oliveira observou que, hoje, a preocupação maior é com a seca que traz uma série de consequências negativas para o homem do campo.

Entretanto, vê como inadiável que se possa avançar de modo efetivo no sentido de pôr em prática o projeto de dragagem do rio para que, quando se observar nova temporada de chuvas, o risco de alagamentos em grandes proporções, como os verificados em anos recentes, não se repita. Por isso ele quer recomeçar a discussão sobre tal empreendimento imediatamente. E, imbuído deste propósito, quer retomar o diálogo como Governo do Estado.

POSTURA
"Agora pretendemos cobrar intensamente do Governo do Estado a realização dessa obra", reafirmou o chefe do Executivo municipal. Leonardo Oliveira lembrou que, para tal ação, o Estado dispõe de recursos da ordem de R$ 7,3 milhões, repassados pelo Governo Federal - via Ministério da Integração Nacional. "Queremos que o desassoreamento do rio Pataxó seja feito de uma vez por todas", sublinhou o prefeito ipanguaçuense.

Fonte: O mossoroense

Nenhum comentário: