i

terça-feira, 19 de maio de 2015

Secretaria de Educação promove encontro que debate caminhos do plano municipal de educação



O município de Ipanguaçu, recoloca no debate o Plano Municipal de Educação. Nesta segunda e terça-feira, 18 e 19, a Prefeitura através da Secretaria de Educação vem promovendo a 2ª Conferência Municipal de Educação. O encontro busca pôr em apreciação o documento-base do Plano Municipal junto da comunidade educacional e da sociedade civil, com espaço para reescrita e sugestões construindo uma discussão que definirá o texto final que terá vigência para os próximos 10 anos. 

O encontro vem ocorrendo na Escola Municipal Francisco Soares da Costa, na comunidade de Pedrinhas, nesses dois dias de trabalho os participantes vem discutindo o levantamento do diagnóstico, as dimensões, metas e as mais de 300 estratégias do plano que seguem as 20 metas do Plano Nacional de Educação (PNE).

Para a secretária de Educação, a professora Jeane Dantas, ainda em 2013 o município pós em debate as perspectiva do plano municipal de educação, e com isso, estabeleceu a criação de comissões, grupos de trabalhos e encontros que vem viabilizando a construção do debate de forma aberta, democrática e eficaz. 

“A construção do Plano municipal não envolve só professores, mas toda a comunidade. Temos nos preocupado em dialogar junto com ela a atual realidade e construído assim, estratégias que são desafiadoras, mas possíveis para edificar a educação pública na cidade”, enfatiza a secretária, Jeane Dantas. 

Nas últimas semanas, outra estratégia da Secretaria foi estabelecer rodas de conversa sobre o que a população tem a dizer sobre a educação ipanguaçuense e como gostaria de contribuir com o Plano de Educação. Essa estratégia percorreu algumas comunidades e bairros polos em busca da pluralidade das discussões. 

Segundo a Secretaria de Educação, na próxima quinta-feira, dia 21, uma nova consulta pública acontecerá junto a sociedade civil. O texto logo em seguida, no dia 22, será encaminhado como projeto de lei à Câmara Municipal de Vereadores. O projeto será enviado dois dias antes orientados pelo MEC, após o legislativo analisar, o plano volta para o prefeito municipal, Leonardo Oliveira, que deverá sanciona-lo.


Nenhum comentário: