i

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Robinson é eleito governador do Rio Grande do Norte

Robinson votou com dois dos seis filhos
O vice-governador Robinson Faria, do PSD, é o governador eleito do Rio Grande do Norte. Neste domingo, 26, ele venceu o deputado federal Henrique Alves e substitui a governadora Rosalba Ciarlini, do DEM, em 1° de janeiro de 2015. O seu vice será o atual deputado estadual Fábio Dantas (PC do B).
Derrotado no primeiro turno, Robinson Faria virou o jogo para cima de Henrique e totalizou no segundo turno 876.978 votos, frente os 743.509 votos do adversário (com 99,96% dos votos apurados). A maioria pró Robinson foi de 142.469 votos.
No primeiro turno, Henrique venceu com 701.612 votos (47,22%) contra 623.141 de Robinson (42,04%), uma maioria de 78.471.
No segundo turno, Robinson conquistou 253.837 novos votos, enquanto que Henrique “apenas” 41.897.
Robinson Faria venceu nos dois principais colégios eleitorais do estado: Natal e Mossoró. E em cidades importantes como Parnamirim, Caicó, Pau dos Ferros, Assú e Macaíba.
No Rio Grande do Norte, 410.927 (17.66%) dos eleitores não compareceram para votar. Dos que foram às urnas, 58.770 (3,07%) votaram em branco e 244.893 (12,78%) votaram nulos.
A eleição de Robinson Faria pode ser tratada como uma vitória popular. Henrique Alves reuniu em sua coligação praticamente todas as forças políticas do estado, incluindo senadores, deputados estaduais e federais, prefeitos de mais de cem municípios e centenas de vereadores.

Mesmo com todo esse aparato político, a coligação perdeu a disputa para o Senado com Wilma de Faria (PSB) (a deputada federal do PT Fátima Bezerra foi eleita) em 5 de outubro e para o governo com Henrique, neste domingo.
Já Robinson teve como principal partido de apoio o PT, juntamente PC do B, PT do B, PP, PEN, PRTB e PTC.
Henrique acumulou a sua terceira derrota em uma disputa majoritária (perdeu duas disputas para a Prefeitura de Natal) e vai ficar sem mandato, a partir de fevereiro de 2015, depois de 44 anos como deputado federal.
Robinson – Robinson Mesquita de Faria tem 55 anos, nasceu em Natal, em 1959. Advogado formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o governador eleito iniciou a carreira política em 1986, quando foi eleito deputado estadual, sendo reeleito outras cinco vezes seguidas. Ocupou a Presidência da Assembleia Legislativa em dois mandatos, de 2003 a 2010, quando não disputou o sétimo mandato para compor a chapa majoritária com Rosalba Ciarlini (DEM) e foi eleito vice-governador para o mandato até 2014. Foi nomeado secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos em 2011, mas deixou a secretaria meses depois após romper politicamente com a governadora.
Casado com Julianne Faria, Robinson é pai de seis filhos, o deputado federal Fábio Faria, Nathalia Faria, Janine Faria, Maria Fernanda, Maria Luiza e Gabriel.
Robinson Farias amplia maioria em Mossoró, Pau dos Ferros e AssúMossoró foi decisiva para a vitória de Robinson Faria. A chamada Capital do Oeste deu uma diferença expressiva para o governador eleito no primeiro turno e ainda ampliou essa diferença no segundo turno.
Neste domingo, Robinson teve uma vantagem de 48.153 para Henrique Alves em Mossoró, totalizando 79.619 (71,66%) votos contra 31.484 de Henrique (28,34%).
Com o apoio do prefeito Fabrício Torquato, do DEM, Robinson Faria teve quase o dobro de votos de Henrique Alves em Pau dos Ferros. Robinson, que já vencera Henrique na cidade no primeiro turno, ampliou a sua vantagem com o apoio declarado de Fabrício e totalizou 9.497 votos frente os 5.008 de Henrique.
O mesmo cenário se desenhou em Assú. Com o apoio do prefeito Ivan Júnior, Robinson teve 19.875 votos (65,96%) contra 10.259 (34,04%) de Henrique.
Em nota, Robinson diz que foi eleito para governar para todos os potiguaresEm nota divulgada após a confirmação da sua vitória, o governador eleito Robinson Faria agradeceu aos 877.196 mil potiguares pelos votos de confiança. Robinson disse que foi eleito para governar para todos os potiguares e por isso reafirmou o seu compromisso “em fazer um governo técnico, focado na eficiência da máquina pública e no desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Norte”.
Ele observou que mais de quatrocentas mil pessoas ainda vivem abaixo da linha da pobreza. “Por isso, como disse em toda a campanha, vou trabalhar para os últimos por mais justiça social, por um Estado mais solidário”, garantiu.
Por fim, Robinson disse que não vai governar pensando na próxima eleição. “Eu vou governar pensando nas próximas gerações. E como disse o presidente Lula, agora é hora de reconstruir a história política do Rio Grande do Norte. Me alimentei de fé, coragem e resistência! Lutarei para ser o melhor governador da história do Rio Grande do Norte”, concluiu.
Também em nota, Henrique Alves disse que desejava ao futuro governador eleito que cumpra com todos os seus compromissos. “De nossa parte, ele terá uma oposição vigilante e democrática, como deve ser”, adiantou.
“Eu agradeço a todos os que me apoiaram, a cada cidadão que me confiou o voto e conseguimos fazer esta bonita campanha. Eu enfrentei de cabeça erguida, uma quando fui convocado para esta luta pelo meu partido, o PMDB, por outros partidos, e lideranças e me dediquei totalmente. Eu me entreguei de corpo e alma e dei o que eu tinha de competência, de experiência na vida política, desde os 28 anos de idade. E saio bastante tranquilo”, acrescentou.
MAGNOS ALVES
Editor de Política//Jornal de Fato

Nenhum comentário: