i

quarta-feira, 26 de março de 2014

Em Ipanguaçu mais 300 pessoas são atendidas com o Pronatec



Oportunizar o acesso a capacitação profissional, possibilitando condições iguais para disputar uma vaga no mercado de trabalho é um dos objetivos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec dado início a mais sete turmas através da parceria entre a Prefeitura de Ipanguaçu através da Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social(SEMTHAS) e a Escola Agrícola de Jundiaí junto ao Governo Federal.

Em mais uma aula de abertura, que aconteceu no Espaço Pastoral Padre Valtair Lira Lucas, contou com a presença do secretário do Gabinete do Prefeito, Tales Praxedes; a secretária de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Cristina Oliveira; Sumaira Fonseca(saúde); Jeane Dantas (educação); Genilo Rodriguês (obras), Joacy Lopes (articulação política); Marcos Bezerra (esporte) e Fernando Neto (cultura e turismo). 

Cristina Oliveira, destacou que o crescimento de novos cursos estão sendo implantado no município, em busca de atender as demandas a qual o município vem tendo com o crescimento econômico e social das famílias do município potiguar, “Ipanguaçu vem apresentando importantes avanços, com isso precisamos estar atentos para atender as novas demandas sociais, e o acesso ao emprego é de extrema importância que a nossa população esteja qualificada para os desafios do mercado”, disse. 

Nos últimos anos, mais de 2.800 pessoas foram qualificadas para o mercado de trabalho e para abertura de novos negócios. Em fevereiro deste ano, cinco novas turmas foram abertas com o Pronatec atendendo a um público de 96 pessoas. 

Nesta nova etapa, o Pronatec beneficiará 210 pessoas, nos cursos de agente de alimentação escolar, agricultor familiar, horticultor de legumes orgânicos, agente de beneficiamento de pescado, programador web, agente de informações turísticas, recepcionista de eventos. As aulas serão ministradas na zona rural e urbana da cidade. 


Os alunos ainda recebem uma bolsa de apoio mensalmente para custear o transporte e alimentação, garantindo condições para permanência nos cursos. Neste primeiro semestre 306 alunos estão sendo beneficiados com o programa. Os alunos são pessoas com idade entre 16 e 59 anos, inscritos no Cadastro Único para Acesso aos Programas Sociais do Governo Federal (CADÚNICO), com renda familiar de até três salários. 

A secretária Cristina Oliveira ainda disse que a expectativa é que novos cursos venham a ser implantados no município até o fim do ano. “Estamos articulando novas parcerias e convênios que possibilitem a execução de novos cursos. Assim que concretizarmos abriremos novas vagas”, conclui.



















Nenhum comentário: