i

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Delegado é afastado após ser filmado entrando em motel em carro da polícia

Odilon Teodósio ocupava cargo de Diretor de Polícia da Grande Natal. Adjunto foi filmado usando carro policial para dar aulas em universidade.

delegados Alexandro Gomes e Odilon Teodósio foram afastados (Foto: Felipe Gibson/G1)
delegados Alexandro Gomes e Odilon Teodósio
foram afastados (Foto: Felipe Gibson/G1)

O diretor de Polícia da Grande Natal (Dpgran), delegado Odilon Teodósio dos Santos Filho, foi afastado do cargo na manhã desta quarta-feira (22) após a veiculação de um vídeo onde ele aparece usando um carro da polícia para ir a um restaurante e a um motel com uma adolescente. A Corregedoria da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) e o Ministério Público do Rio Grande do Norte investigam se houve improbidade administrativa por parte do delegado. Procurado pelo G1, Odilon Teodósio limitou-se a dizer que a denúncia é falsa.
Além de Odilon, o adjunto dele, Alexandro Gomes dos Santos, também foi afastado do cargo. Ele foi filmado usando o carro da polícia para ir a uma faculdade particular de Natal onde é professor.

O delegado-geral adjunto de Polícia Civil, Adson Kepler Monteiro Maia, disse que os dois delegados pediram afastamento dos cargos. "Eles solicitaram para deixar as funções que ocupavam para garantir a lisura das investigações. A Delegacia Geral já solicitou que a Corregedoria de Polícia apure essa denúncia. O que posso afirmar é que essa não é uma prática usual da Polícia Civil do Rio Grande do Norte", falou.

O carro usado por Odilon Teodósio para ir a um restaurante e a um motel é um Ford Fiesta branco de placas NNY-0273, registrado no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em nome da Polícia Civil e que deveria ser usado "estritamente em serviço reservado de caráter policial", conforme documento expedido pelo Detran.

O delegado Adson Kepler disse que a corregedoria deverá ouvir Odilon Teodósio, a mulher filmada com ele, e Alexandro Santos.

O mesmo procedimento será adotado pelo Ministério Público. O promotor do Patrimônio Público Paulo Lopes Batista disse que a denúncia de mau uso de carros de polícia por partes dos delegados já chegou ao MP. "A denúncia já está aqui conosco. Houve a distribuição e eu fui sorteado para analisar se devemos ou não instaurar um inquérito civil. Somente com o decorrer das investigações é que poderemos dizer se houve ou não improbidade administrativa e que tipo de punição poderia ser dada aos delegados".

G1/RN

Nenhum comentário: