i

segunda-feira, 25 de março de 2013

Prefeito de Ipanguaçu determina prazo para extinguir pontos de droga na cidade

Cidade de Ipanguaçu será alvo de investida antidrogas


Pela segunda vez seguida à frente da chefia do Executivo municipal de Ipanguaçu, região do Vale do Açu, o prefeito Leonardo da Silva Oliveira (PT) estabeleceu a si próprio um desafio: eliminar, num prazo máximo de 30 dias, todos os locais identificados como espaços de comercialização e tráfico de drogas da cidade. O gestor elegeu tal ofensiva à condição de prioridade administrativa.

Leonardo Oliveira foi enfático ao declarar literalmente que “em 30 dias queremos acabar com todos os pontos de droga do município”. A ação repressora será conduzida pela força policial da cidade apoiada por reforços da Delegacia de Polícia Civil e do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Assú. Em suas colocações o prefeito deixou a entender que o trabalho de inteligência dos setores de segurança pública já produziu um mapeamento acerca do assunto.

O prefeito reconheceu que o problema das drogas tem se exibido como a principal chaga social de Ipanguaçu e reiterou sua determinação de opor-se a tal panorama. Sua promessa categórica é que, em 30 dias, o município experimentará outra realidade. Leonardo Oliveira registrou que a administração municipal está integralmente à disposição do esforço com o intuito de debelar o fantasma das drogas em Ipanguaçu.

Cidade sofre com violência estimulada pelo uso de entorpecentes

A manifestação do chefe do Executivo de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, se observou após o debate aberto sobre a crescente insegurança pública em Ipanguaçu.

Por iniciativa dele próprio, aconteceu segunda-feira última, dia 18, no plenário da Câmara de Vereadores, uma audiência pública que proporcionou uma ampla discussão acerca da crescente insegurança e violência na cidade.

“Foi um momento importante para tratarmos do tema e encaminhar algumas ações”, frisou o gestor.

Ele disse que, naquela oportunidade, houve o compromisso de autoridades da área no sentido de dar uma atenção maior ao município. Por exemplo, o delegado regional de Polícia Civil, Delmontiê Evaristo Falcão, reservará um dia da semana para despachar no município, num prédio alugado pela prefeitura – visto que a DP local está fechada e nenhuma providência ainda surgiu por parte da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).

ESTRUTURANDO
O policiamento militar será reforçado no município, conforme ficou apalavrado com o comandante do 10º BPM, major Francisco de Assis dos Santos. O comando do Núcleo de Operações Rodoviárias Estadual (Nore) também dedicará um dia da semana a fim de desenvolver todo um trabalho voltado para a organização e respeito às leis do trânsito em Ipanguaçu, segundo garantiu o seu comandante, tenente Luiz Jorge Ferreira da Silva.


Fonte: O Mossoroense

Nenhum comentário: