i

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Canal de comercialização de produtos orgânicos é alvo de discussão com produtores rurais

Encontro será no IFRN de Ipanguaçu - DivulgaçãoEncontro será no IFRN de Ipanguaçu - Divulgação
O surgimento de um mercado certo para a aquisição da produção dos pequenos agricultores familiares do município de Ipanguaçu está em debate. Um primeiro encontro com este propósito ocorreu dia 26 de setembro passado, e uma próxima reunião está previamente agendada para o dia 22 de outubro corrente, uma terça-feira, às 9h, no campus Ipanguaçu do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Ipanguaçu, João Batista Moura de Oliveira, "João das Peças", a ideia foi lançada por um dos professores da instituição federal, Paulo Sidney Gomes, ex-superintendente regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Na primeira reunião, houve a presença de alguns produtores e de um representante da área de marketing da Rede Ideal de supermercados.

"O objetivo é permitir que os supermercados da região possam absorver a produção orgânica destes pequenos produtores que justamente têm na comercialização do que produzem a principal dificuldade", declarou o líder sindical, destacando que a proposta foi bem recebida pelo representante da Rede Ideal. Entusiasmado com a proposta, o dirigente sindical crê que a próxima reunião poderá ser conclusiva para que a ideia seja posta em prática.

"O que se busca, a princípio, é que os supermercados possam reservar uma parte de suas prateleiras para a exposição e venda dos produtos orgânicos da Agricultura Familiar", observou. "João das Peças" frisou que, naturalmente, existirão critérios que precisarão ser observados pelos produtores para o fornecimento dos produtos. "Será uma coisa séria e haverá um contrato entre as partes contendo todos os detalhes", sentenciou.

RECOMENDAÇÃO 
O presidente do sindicato acredita que, em havendo progressão à proposta, os pequenos produtores rurais do município terão resolvido o problema de mercado. "É importante enfatizar que o que será fornecido são produtos genuinamente orgânicos e a gente desde já pede às pessoas que forem aos supermercados que deem prioridade à compra de produtos orgânicos, que são livres de agrotóxicos e outros produtos químicos", concluiu o sindicalista.

O Mossoroense 

Nenhum comentário: