i

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Professor de Ipanguaçu representará RN em congresso que reunirá docentes do Brasil e da América Latina em Belém – PA



O Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários da Amazônia (CIELLA), é organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Pará (UFPA) – programa misto nas áreas de Estudos Linguísticos e Estudos Literários –, um evento bianual que tem como objetivo principal reunir estudiosos dessas e de áreas afins para discutir e partilhar os resultados de suas pesquisas e dos trabalhos desenvolvidos.



O educador em língua materna e suas literaturas, André Magri Ribeiro de Melo, estará participando no período de 23 a 26 de abril de 2013 do IV CIELLA, como debatedor da educação básica no segmento de experiências exitosas nos tratos linguístico e literário do texto. Única experiência do Rio Grande do Norte selecionada para exposição pública, o trabalho “Identidade e Voz do Povo Nordestino na Literatura Regionalista” foi desenvolvido pelo professor André em conjunto com os alunos do ensino fundamental dos anos finais da Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira, localizada no Assentamento Tabuleiro Alto, em 2011. 

Premiado no ano de seu desenvolvimento com o 1º lugar no Prêmio Construindo a Nação, essa ação pedagógica é parte integrante do macroprojeto Semana de Línguas que, de 2009 a 2012, foi realizado pela escola como forma de promover a leitura literária e a valorização do livro e da escrita entre os alunos. Relatos emocionantes dos alunos que participaram do projeto comprovam o poder de transformação que a leitura, principalmente a literária, pode exercer na vida das pessoas. 

“Nas edições anteriores da Semana de Línguas, o foco de trabalho foi lançado sob as literaturas de terror e fantasia. Em 2011, percebemos outra necessidade: a valorização do espaço comunitário ao qual pertenciam os alunos. Daí a ideia de trabalharmos com a literatura regionalista. A proposta era aliar os ideais de educação popular aos usos da literatura popular em sala de aula. O resultado excedeu nossas expectativas, porque além de terem tido a oportunidade de ler e deliciar-se com a produção literária do Ariano Suassuna e do Dias Gomes, por exemplo, os alunos ainda conheceram pelos livros e pessoalmente o cordelista potiguar Antônio Francisco”, declarou o educador André Magri. 

Com apenas 21 anos, o jovem professor André tem contribuído intensamente para a política e incentivo da leitura literária e valorização do livro no município de Ipanguaçu. A Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira soma mais uma certificação para sua extensa lista de êxitos no campo da leitura. Tendo sua experiência aprovada e defendida no IV CIELLA, a escola passa a ser reconhecida em dimensões locais, estaduais, nacionais e, agora, internacionais. 

A Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira conquistou o Prêmio Construindo a Nação três vezes consecutivas (2010, 2011 e 2012), foi certificada com o Selo Escola Solidária – biênio 2011-2012, Concurso “Eu Amo Educar” como experiência pedagógica exitosa da região Nordeste, Prêmio Educador Nota 10 (Fundação Victor Civita, 2º lugar Língua Portuguesa), destaque nos periódicos “Revista Profissão Mestre” e “Jornal Letra A (Faculdade de Educação da UFMG)” e ação pedagógica publicada no Portal do Ministério da Educação e no Portal do Professor.

Nenhum comentário: