i

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O rei centenário

Yuno Silva - repórter
Colaborou: Cinthia Lopes

Um homem de personalidade forte e um coração do tamanho do Brasil, que mudou a geografia cultural do país ao exaltar o Nordeste e ser imortalizado como Rei do Baião. O Velho Lua foi responsável por elevar a autoestima do imigrante nordestino, que seguiu para o 'sul maravilha' fugindo da seca; devolveu o orgulho e tornou-se porta voz de todo um povo. Hoje é reverenciado de Norte a Sul, e exatamente neste 13 de dezembro comemora-se 100 anos de seu nascimento na distante Exu (PE) há 650km a Oeste do Recife.

Arquivo TNDepois passar mais de 10 anos como instrumentista, Luiz Gonzaga conseguiu contrato para se tornar cantorDepois passar mais de 10 anos como instrumentista, Luiz Gonzaga conseguiu contrato para se tornar cantor
A trajetória do famoso filho de Seu Januário, aquele mesmo dos oito baixos, fama de durão, se confunde com a história do forró, é referência obrigatória para se conhecer a essência da música nordestina, e sua relação com o Rio Grande do Norte surpreende pela firmeza dos laços criados ao longo das décadas: Gonzaga fez parcerias, interpretou e teve discos produzidos por potiguares. 

Para reconstruir algumas dessas ligações, a TRIBUNA DO NORTE convidou a pesquisadora Leide Câmara, autora do Dicionário da Música do Rio Grande do Norte, para compartilhar alguns de seus achados sobre a presença de Luiz Gonzaga em solo papa-jerimum. Leide, o cantor e compositor Paulo Tito, o sanfoneiro Roberto do Acordeon e o cantor Alvymar Farias participaram da gravação de vídeos (publicados na página eletrônica tribunadonorte.com.br) onde revelam um pouco da experiência que tiveram com a música e com o próprio homenageado. Leide Câmara, inclusive, chegou com alguns discos e livros do seu acervo e adiantou que seu livro "Luiz Gonzaga e a Música Potiguar", já em fase adiantada - lançamento previsto para 2013 - refaz as conexões de Gonzaga com os norte-riograndenses. O vídeo conta ainda com participação de Domiguinhos, hoje o herdeiro maior e único de Luiz Gonzaga. 


Continue lendo sobre o rei do baião no site da Tribuna do Norte (AQUI).

Nenhum comentário: