i

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Butantan testa com sucesso toxina do veneno da cascavel contra câncer de pele


Uma toxina contida no veneno da cascavel mostrou-se eficaz no tratamento de células cancerígenas.A descoberta foi feita por pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo.
A pesquisa inédita permitiu a identificação e a extração de uma substância contida no veneno da cobra, uma toxina chamada crotamina.
Quando aplicada em camundongos com câncer de pele, a crotamina aumentou a sobrevida do animal em 70%.A toxina também atrasou o desenvolvimento do tumor e, em alguns casos, inibiu seu crescimento.
De acordo com a geneticista Irina Kerkis, coordenadora do projeto, em comparação com outras drogas, a crotamina tem a vantagem de não apresentar os mesmos efeitos colaterais.
“A crotamina é solúvel em diferentes solventes e não produz reação alérgica e não interfere na imunidade”, disse.
A crotamina mata as células cancerígenas sem afetar as células normais.Em outra linha de pesquisas do mesmo instituto, cientistas estão usando compostos do veneno da cascavel para o combate à dor.

Nenhum comentário: