i

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Venda dos bens de Ubarana não cobre nem 50% do valores desviados, estima promotor


Frankie Marcone

Carros estão avaliados em R$ 800 mil no total
Os R$ 14 milhões desviados no escândalo da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte não chagarão nem perto de serem ressarcidos aos cofres públicos. Pelo menos é o que garante o promotor de Defesa do Patrimônio Público, Rinaldo Reis.
‘Posso afirmar que não chegaremos nem perto de 50% do valor que foi desviado. Os valores que estamos fixando nos bens que foram apreendidos são de acordo com o valor de mercado de hoje em dia, então fica um pouco distante do pelo qual o casal comprou’, destacou.
Referente aos imóveis do casal Carla Ubarana e George Leal, que correspondem a três casas e um apartamento, o promotor de Defesa do Patrimônio Público, Rinaldo Reis destacou que os mesmos ainda estão passando por um processo de avaliação. ‘Ainda não temos uma data para que os imóveis possam ir para o leilão. É uma situação um pouco mais complexa do que com os carros, pois gera uma pesquisa ainda maior para saber o real valor de mercado de cada um e então ser fixado um preço’.
No próximo dia 11 de setembro, apenas os veículos e dois celulares serão leiloados. Os seis carros estão avaliados, no total, em R$ 800 mil. Enquanto cada telefone em R$ 4,5 mil. O Os lances do leilão só poderão ser iguais ou maiores do que os valores determinados. Caso não sejam feitos ofertas para algum item, outro leilão será realizado, em 18 de setembro, desta vez com as ofertas podendo ser 20% menor do valor fixado.
‘Alguns dos carros nós sabemos que não tem uma atenção tão grande por parte dos compradores. Então realmente acreditamos que iremos fazer outro leilão, só que com os participantes podendo oferecer um valor diferenciado’, afirmou o Leiloeiro Público Marcus Dantas, contratado para o evento.
Fonte: Jornal De Fato

Nenhum comentário: