i

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Cachoeira esvazia a câmara dos deputados


Um vazamento de água no teto do corredor de acesso ao plenário da Câmara dos Deputados interrompeu nesta segunda-feira (20) a ligação entre o salão verde e o anexo II da Casa. Com o incidente, a passagem ficou alagada e foi interditada.
Foram mobilizadas equipes para conter a água com rodos. Funcionários que precisavam passar pelo local estão sendo orientados a dar a volta por fora do prédio. Técnicos do edifício suspeitam que uma tubulação rompeu. A equipe de engenharia foi ao corredor tentar resolver. Do lado de fora, três pistas do Eixo Moumental, entre o Congresso e o Itamaraty, também foram interditadas para averiguar a origem do problema.
Funcionário de uma farmácia que funciona dentro do Congresso, Alcino Alves dos Santos fez piada com o incidente. “É o Cachoeira caindo aqui no Congresso”, brincou. Para fazer uma entrega de medicamentos, ele também teve de dar a volta.
Câmara esvaziada
Como normalmente ocorre no primeiro dia útil da semana, a Casa ficou esvaziada nesta segunda. Apenas alguns deputados foram ao plenário para discursar. Na pauta, três medidas provisórias aguardam votação: a MP 565/12 e a 569/12 são referentes à ajuda financeira aos atingidos pela seca no Nordeste. A MP 570/12 concede um benefício adicional, no âmbito do Programa Bolsa Família, para superação da extrema pobreza na primeira infância, de zero a seis anos de idade.
A votação das medidas, porém, ainda depende de acordo entre líderes. Nas últimas semanas, o atraso na liberação de emendas parlamentares já autorizadas pelo governo impediu votações.

Nenhum comentário: