i

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Após morte em carreata em Apodi, Polícia de Trânsito reconhece falhas na fiscalização


Carlos Guerra Júnior/Da Redação do Jornal de Fato

Neste domingo (12), foi morta a jovem estudante Camila Danikely Gurgel de França, de 15 anos, após cair e ser atropelada por paredão de som, durante carreata política. O comandante da Polícia Estadual de Trânsito, Maximiliano Luis Bezerra, reconhece que existem falhas na fiscalização nas movimentações eleitorais.

O ato de ficar em cima de veículos, como esse, se trata de um crime de trânsito, mas que é bastante corriqueiro em festas, sobretudo no período eleitoral. Entretanto, o comandante afirma que a fiscalização neste período de eleições se torna incontrolável, por conta da grande demanda.

“A fiscalização acontece nessas cidades, de acordo com a solicitação do juiz eleitoral (José Herval Sampaio). Em Mossoró, nós fazemos a fiscalização nas movimentações da chapa majoritária”, disse Maximiliano, ressaltando que os veículos devem estar kit tanto com a justiça eleitoral, como com a justiça de trânsito.

Neste final de semana, houve a solicitação para a fiscalização em Baraúna, onde foram apreendidos 14 veículos na cidade. Em Mossoró, foram apreendidos dois veículos, por propagandas irregulares no Centro.

Segundo Maximiliano, entretanto, a Polícia Estadual de Trânsito ainda não recebeu da Justiça Eleitoral os veículos que estão cadastrados sequer em Mossoró, para realizar as manifestações eleitorais.

O caso em Apodi

A jovem estudante Camila Danikely caiu de um paredão de som, em Apodi, e foi atropelada pelo veículo, que passou pela região do tórax.

Segundo informações da Polícia Civil de Apodi, a jovem aparentava estar alcoolizado. Ela teria sido avisada para descer do paredão, porque era perigoso, mas preferiu continuar. Daí, ela caiu do veículo e o condutor só percebeu quando sentiu o carro balançado, que foi justamente o momento em que a vítima foi atropelada.

A passeata política vinha do Sítio Sorocaba em direção à cidade de Apodi e era movimentada em favor da reeleição da prefeita do município Goreti Silveira Pinto (PMDB). O acidente ocorreu por volta das 19h30min.

A investigação, sobre os detalhes do acontecimento, vai ser coordenada pelo delegado civil de Apodi, Renato Oliveira.

Nenhum comentário: