i

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Campanha contra hipertensão realiza centenas de atendimentos em Ipanguaçu


Prevenir, controlar e combater uma das principais causas de doenças cardíacas – e mortes – no Brasil. Esse foi o objetivo da campanha “Ipanguaçu no combate à hipertensão – Eu sou 12 por 8”, que vivenciou seu “Dia D” nesta terça-feira (22). Centenas de pessoas tiveram a oportunidade de receber informações educacionais, realizar exames e receber atendimentos médicos.

Segundo dados da prefeitura, há registros de quase 780 pessoas sofrendo de hipertensão arterial em Ipanguaçu, todas com o devido acompanhamento da secretaria municipal de Saúde. “Detectar novos casos de pessoas com a doença é uma das metas da Prefeitura nesta campanha. Por isso, estamos ampliando o acesso das pessoas aos exames e ao acompanhamento médico, possibilitando, desta forma, que a população se previna contra os problemas causados por esta condição. Todos os novos casos detectados, serão registrados e receberão o acompanhamento necessário”, destaca a secretária de saúde Sumaira Fonseca, que a afirmou, ainda, que a campanha continua até o final deste ano.

Nas palestras, os médicos caracterizaram a hipertensão como uma inimiga silenciosa, pois, na maioria das vezes, ela não é percebida pelo paciente. Embora a pressão alta não tenha cura, suas graves consequências podem ser evitadas. O agricultor aposentado João Joaquim da Costa, 63 anos, sabe disso. Morador da comunidade de Picada, na zona rural, assim que foi informado sobre a campanha foi fazer um eletrocardiograma. “Antes isso não tinha em Ipanguaçu, agora tem, e de graça. O bom dessa campanha é que da para ver se está tudo bem”, fala o aposentado.

Para o prefeito Leonardo Oliveira, a campanha é uma iniciativa que contribui para agregar qualidade de vida ao dia a dia da população. “Essa é nossa maior intenção, por isso, acreditamos na campanha e sabemos que conquistaremos importantes resultados para a prevenção da saúde da população”, frisa o prefeito.

Entendendo a hipertensão e seus riscos

Hipertensão arterial ou pressão alta ocorre quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias para se movimentar é muito forte. A pessoa é considerada hipertensa quando a pressão arterial está igual ou maior a 14 por 9. Se não tratada, a pressão alta pode provocar derrames cerebrais, doenças do coração, como o infarto, insuficiência cardíaca (aumento do coração) e angina (dor no peito), insuficiência renal ou paralisação dos rins e alterações na visão que podem levar à cegueira.

Os principais sintomas do aumento de pressão arterial são dor de cabeça, cansaço, tonturas, sangramento pelo nariz. Hipertensão arterial não tem cura. Tem controle, com acompanhamento médico, mudanças de hábitos alimentares, realização de exercícios físicos. Essas recomendações estão no banner “Fique atento à Hipertensão”, que a secretaria da Saúde do Estado distribuiu este ano para todas as suas unidades de saúde.

Nenhum comentário: