i

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Escolas públicas de Ipanguaçu escolhem novos diretores através de gestão democrática


O município de Ipanguaçu, localizado na região do Vale do Açu, tem se destacado pela inovação nas políticas educacionais na qual vem lhe rendendo prêmios e reconhecimento regional, nacional internacionalmente pelos investimentos, incentivos e avanços na educação pública. Desde 2009, a gestão municipal tem reconhecido o papel emancipador da educação e investido nos profissionais, nos estudantes e na infraestrutura.

Para isso, a cidade de mais de 14 mil habitantes tem apostado também na gestão democrática de suas escolas. Sancionado pelo prefeito Leonardo Oliveira, a lei complementar nº016/2011 estabelece a eleição em todas as instituições públicas municipais onde o alunado seja igual ou maior de 200 estudantes. A estrategia é atender a todas essas instituições de forma gradativa nos próximos anos. 

No ano passado, a Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira, localizado no assentamento Tabuleiro Alto, foi a primeira instituição municipal a participar do processo a qual elegeram os dirigentes escolares. 

Nesta última sexta-feira(05), mais duas escolas escolheram seus diretores e vice-diretores. A eleição aconteceu das 8 às 17h, e estavam aptos a votar todos os servidores ativos do quadro profissional, um responsável legal pelo aluno, além dos estudantes matriculados do Ensino Fundamental e EJA com idade igual ou maior a doze anos das Escolas Municipais Francisco Soares da Costa na comunidade de Pedrinhas e Professora Julieta Moura Souza na comunidade de Arapuá.

Para a secretária municipal de Educação, a professora Jeane Dantas, o governo municipal vem primado pela descentralização das ações, atribuindo o poder escolha também a comunidade escolar. “A gestão democrática e participativa é um dos caminhos para concretizarmos uma educação pública de qualidade, o exercício de cidadania começa na escola, e dela estimulamos o poder de escolha dos nossos alunos, profissionais da educação e dos pais, um exercício coletivo de fundamental importância não só as escolas, mas para o município”, fala a secretária.

A comunidade escolar das duas escolas foram as urnas votar através do voto, direto e secreto, na qual escolheram seus novos gestores para os próximos dois anos. 

Na Escola Municipal Francisco Soares da Costa 191 votos foram apurados, a escola que contou com chapa única obteve 187 votos - 97,9% votos validos, sendo eleitas Serjane de Araújo a diretora e Ana Lúcia da Costa a vice-diretora. Foram registrados ainda 2 votos brancos e 2 nulos, o que corresponde 2.08%. 


Jayson Moura de 16 anos é aluno da 8º série da Escola Francisco Soares na comunidade de Pedrinhas, ele integrou a mesa receptora dos votos como secretário junto com seu colega José Athison e a professora Maria Antônia. O estudante avalia a importância da eleição,  "achei muito legal participar desse momento na escola, além de votar ainda ajudei como membro da mesa. Acredito que essa eleição colabora para o fortalecer a escola", disse ele. 

A Escola Municipal Professora Julieta Moura Souza, 216 votos foram contabilizados, duas chapas concorreram aos cargos. Na chapa 1: José Wellington Bezerra - candidato a diretor e Jane Cleide Evangelista Ferreira - candidata a vice-diretora que obtiveram 43 votos, o que corresponde a 19,90% dos votos validos; A chapa 2: Roberta Carla Varela de Oliveira - candidata a diretora e Maria Margareth Targino da Silva - candidata a vice-diretora obtiveram 171 votos, o que corresponde a 79,62% dos votos validos. Foram registado ainda 1 voto nulo, 0,46%. 



Segundo Edilza Barbalho, membro da comissão central da eleição, “o processo eleitoral nas duas escolas transcorreram na maior tranquilidade, um processo seguro e que marca o início de uma nova gestão nas escolas”, destaca Edilza que reitera, “até está segunda as chapas poderão entrar com recursos, caso haja necessidade. Na sexta-feira, dia 12, homologaremos os nomes no Jornal Oficial do Município, para que logo em seguida a Prefeitura e a Secretaria de Educação agendem a posse para o próximo ano”, concluiu Edilza.

Fotos: Cedida/SINDISEPI

Nenhum comentário: