i

sábado, 7 de dezembro de 2013

Brasil encara México, Camarões e Croácia na fase de grupos

Tribuna do Norte
Neymar e Cia tentam espantar os fantasmas de México e Camarões


Ao contrário de copas anteriores, a seleção mexicana vem sem a força de outros anos para o mundial. Atual campeã olímpica, a equipe aposta na juventude para fazer um bom papel no mundial. O time aposta na velocidade e precisão dos atacantes Oribe Peralta (Santos Laguna/MEX) e Chicarito Hernandez (Manchester United), mesclada com a experiência do zagueiro Rafa Márquez (León/MEX). No último confronto com o Brasil, os mexicanos derrotaram Neymar e companhia por 2 a 0, na decisão Olímpica.

Quem também eliminou a seleção canarinho em disputa olímpica foram os camaroneses. Em 2000, a equipe que tinha Lúcio, Ronaldinho Gaúcho e Alex sucumbiu aos africanos. Em 2014, os camaroneses retornam ao mundial após dificuldade em conseguir a classificação. Essa será a última chance para o atacante Samuel Eto'o (Chelsea/ING) desempenhar um bom papel no mundial, assim como fizeram os conterrâneos em 1990, quando desclassificaram a forte seleção da Colômbia e chegaram às quartas-de-final. Nessa geração, no entanto, falta talento para fazer companhia a Eto'o, terceiro melhor jogador do mundo em 2005.

Completando a chave brasileira está a seleção da Croácia. O país surgiu com uma geração que parecia ser a melhor parte da Iugoslávia, quando Süker, Boban e companhia conseguiram o terceiro lugar em 1998. Agora, sem os craques do passado recente, a Croácia aposta na habilidade do meia Luka Modric (Real Madrid/ESP) e na frieza do atacante Mário Mandzukic (Bayern de Munique/ALE), além do coadjuvante Eduardo da Silva (Shaktar Donetesk/UCR), brasileiro naturalizado croata. Passar para a segunda fase é o objetivo da seleção, que tem a velocidade como ponto forte e escassez de peças de reposição no banco de reservas como fator de preocupação.

Confira os grupos da Copa:
Arte/Camila Cahúconfira grupos da Copa do Mundoconfira grupos da Copa do Mundo

Nenhum comentário: