i

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Raposa com raiva em Caicó


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Laboratório Central (Lacen), diagnosticou na última terça-feira (11), o primeiro caso de raposa positiva para a raiva no estado, neste ano. O animal agrediu uma pessoa e um cão na zona rural de Caicó, no dia 04 de junho passado e o resultado na prova da Imunofluorescência Direta foi positivo.
Segundo a subcoordenadora de Vigilância Ambiental (Suvam), Iraci Nestor de Souza, o diagnóstico foi informado ao Centro de Controle de Zoonoses de Caicó, que está providenciando ações de prevenção, como investigação e bloqueio vacinal, através da imunização de cães e gatos dentro da área de foco.
Iraci Nestor alerta que a raiva demanda uma maior atenção em relação aos animais silvestres do que no que se refere aos animais domésticos, sobre os quais já há mais controle por meio de campanhas de vacinação antirrábica canina e felina. Por isso, animais como guaxinim, gambá, morcego, macaco, roedores silvestres, raposa e cachorro do mato são classificados como animais de alto risco para transmissão da raiva, pois perpetuam o vírus mesmo quando o ciclo urbano, que envolve cão e gato, está controlado.
No Rio Grande do Norte, desde 2005, já foram diagnosticadas 23 raposas positivas para raiva. Na região do Seridó, destaca-se a Serra Negra do Norte, onde foram registrados dois casos em 2012, e Caicó, que apresenta positividade para raiva nessa espécie animal pelo terceiro ano consecutivo.

Nenhum comentário: