i

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Prefeitura de Ipanguaçu irá recolher animais que estiverem soltos nas ruas

O município de Ipanguaçu tem registrado nos últimos anos acidentes constantes que afligem a população da cidade, uma das principais causas são animais soltos nas estradas, com na RN-118, que é a principal via de acesso a cidade. 


O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Mario Silvério, fala da preocupação do poder público a fim de solucionar o problema, “é constante vermos animais soltos nas proximidades das estradas, muitos donos destes animais, soltam a fim de alimentar seu rebanho, pois encontra alimentação de forma fácil na beiras das estradas, além de muitos deles não terem cercados adequados” relata o secretário. 

Animais serão recolhidos e proprietários serão responsabilizados e autoados. Foto: Meramente ilustrativa. 
A fim de solucionar este problema a Prefeitura através das Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e de Planejamento e Administração montaram uma equipe de fiscalização para recolher os animais que estiverem soltos nas vias públicas do centro da cidade, RN118 e nas comunidades de Pataxó, Pedrinhas e Arapuá. 

Segundo o secretário a prefeitura já tem feito diversos comunicados aos donos de animais que, mesmo assim insistem em deixá-los soltos nas ruas da cidade, que além de causar acidentes destrói os canteiros entre ruas e avenidas. “Estamos reforçando e apelando aos donos dos animais que mantenham presos em local adequado, pois além de destruir os canteiros nas praças, o risco de destes animais se choquem com veículos é ainda maior, assim atentando contra a vida dos que circulam” frisa Mário. 

A população poderá ajudar na captura dos animais denunciando, a secretaria disponibilizou o telefone (084) 3335-2559 e 9133-9341 para denúncias de animais soltos nas ruas. Os animais encontrados nas ruas, praças, estradas ou caminhos públicos serão recolhidos para um local adequado já montado pela Prefeitura e após três notificações seus proprietários serão responsabilizados e autoados.

Nenhum comentário: