i

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Prefeitura de Ipanguaçu realiza mobilização nas escolas públicas com Semana da Saúde na Escola


Em busca de melhorar a qualidade de vida dos estudantes e da família, a Prefeitura de Ipanguaçu através das Secretarias municipais de Educação e saúde, e o Programa Saúde na Escola (PSE), deram inicio nesta segunda-feira (09) a “Semana Saúde na Escola” que busca unir políticas de saúde e educação direcionadas a crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública.

Segundo o coordenador do programa no município, Carlos Rondnny Pereira, a programação do projeto atenderá a 100% das escolas do município, entre elas estaduais e municipais, até o dia 14 de novembro, dentro da programação prevista com cada escola. “Durante esses dias, uma equipe com diversos profissionais atenderam os alunos com ações de preventivas, e os pais também participarão com palestras e reuniões que busquem orientar para um melhor acompanhamento dos filhos.” fala o coordenador.

A Semana de Mobilização da Saúde na Escola é uma das propostas do governo Federal a ser realizada no município, a idéia é que a ação ocorra anualmente com um tema a ser trabalhado em âmbito nacional. Neste ano, o tema escolhido foi à prevenção da obesidade.

Como parte do PSE, a semana visa alertar os estudantes da rede pública da educação básica sobre o problema com ações de avaliação das condições de saúde, prevenção, promoção e educação permanente de profissionais, adolescentes e jovens. Em parceria, os ministérios da Saúde e da Educação integram as redes de educação e o Sistema Único de Saúde, articulando as equipes de saúde da família e as de atenção básica com as escolas.

A supervisora da Escola Municipal Francisco Targino Nobre na comunidade de Língua de Vaca, Maria Hildérica Rodrigues da Silva, elogiou o projeto. Segundo ele, a rede pública necessita de iniciativas desse nível. “Os alunos receberam de forma muito positiva o projeto. Trata-se de uma ação importante dentro das escolas, direcionada também a família. Um trabalho preventivo” destacou.

Entre as ações a serem desenvolvidas nas escolas estão: avaliação antropométrica e orientação de visitas das famílias às Unidades Básicas de Saúde, palestras educativas sobre promoção da alimentação e modos de vida saudáveis, atividades que abordem as temáticas do risco e danos do uso do álcool, tabaco, crack e outras drogas entre outros.

Nenhum comentário: