i

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Codern e Constremac lançam projeto para escolher melhores grafites associando o Terminal Marítimo à Copa do Mundo


Paineis_ornamentam_tapumes_da_obra_no_entorno_do_Porto_de_Natal_
NATAL - A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) e a Constremac Construções, empresa responsável pela construção do Terminal Portuário de Passageiros de Natal, lançaram na terça-feira, 12, o projeto "O Graffitti na Capital da Copa".

A iniciativa, idealizada pela Codern, é resultado de uma parceria entre a Constremac e a Central Única das Favelas (Cufa), uma organização nacional que reúne jovens de diversas favelas do país em busca de espaço nas grandes cidades para expressarem suas aptidões artísticas.

Por meio dessa parceria, a Codern e a Constremac disponibilizarão160 metros quadrados do tapume no entorno da obra, situada no Largo da Rua Chile, para que grafiteiros potiguares expressem sua arte.

"A obra de construção do Terminal Marítimo é um marco para o setor de turismo do Rio Grande do Norte. Disponibilizar os tapumes para que os grafiteiros expressem a sua arte, associando o Terminal Marítimo à Copa do Mundo e aos pontos turísticos da cidade, é uma contribuição da Codern para o nosso setor artístico e cultural", resumiu o presidente da companhia, Pedro Terceiro de Melo.

Uma comissão formada por representantes da Codern, da Constremac e da Cufa visitou o local na terça-feira. Ao todo, dez artistas selecionados participaram da pintura do tapume nos dias 11 e 12. Os temas para os trabalhos foram "Copa do Mundo de 2014", "Pontos Turísticos" e "Centro Histórico de Natal".

Avaliada em R$ 49,3 milhões, a execução do Terminal Portuário de Passageiros de Natal integra o PAC da Copa do Mundo e conta com recursos federais. O projeto inclui um novo e moderno prédio com dois pavimentos, a ampliação do cais, a instalação de um dolfim de amarração, balcões de atendimento, escritórios de órgãos públicos (Anvisa, Polícia Federal e Juizado de Menores), ambulatório, administração, restaurante, salão de exposições e palco.

O Mossoroense 

Nenhum comentário: