i

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Prefeito é preso como mandante de assassinato

Josivan Bibiano teria encomendando a morte de Edinaldo Filgueira, presidente do diretório do PT em Serra do Mel

Encontra-se custodiado desde o último sábado no Centro de Detenção Provisória (CDP) em Macaíba, região metropolitana de Natal, o prefeito de Serra do Mel, Josivan Bibiano de Azevedo (PSDB). Ele foi detido no prédio da prefeitura do município na manhã do último sábado, 24, acusado, segundo o Ministério Público Estadual, de ser o mandante do assassinato do jornalista e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) na cidade, Edinaldo Filgueira, no último 15 de junho. No dia anterior à prisão, o MPE oficializou a denúncia sobre o caso à Justiça.


O processo em torno do assassinato de Edinaldo Filgueira corre em segredo de justiça e, por isso, tanto a denúncia do MPE como o total de indivíduos envolvidos não foram divulgados. Além da denúncia, o Procurador Geral de Justiça do Estado, Manoel Onofre Neto, fez o pedido de prisão do prefeito de Serra do Mel, que foi acatado pelo Tribunal de Justiça. Uma operação conjunta das polícias Civil e Federal potiguares fez cumprir a determinação judicial e o levaram até a sede da PF, em Natal. No mesmo dia ele foi transferido para o CDP de Macaíba.

As investigações feitas pela PC e PF apontaram indícios de que Josivan Bibiano seria o mandante do assassinato. O motivo seriam críticas à administração municipal feito por Ednaldo Filgueira em um blog que mantinha na internet. Outros cinco envolvidos foram presos anteriormente, no dia 5 de julho deste ano, na chamada Operação Matadores de Aluguel.

Abnadabe Nunes Ismael Pereira da Silva, 31 anos, mais conhecido como Foguinho; Francisco "Galego" Fábio Ferreira, 23 anos, e Paulo Ricardo da Costa, 24 anos, também conhecido como Paulinho, foram apontados como os executores. Rafânio Brito de Azevedo, o "Alemão", foi acusado de "agenciar" o assassinato, negociando entre os executores e o mandante. Marcelio de Sousa Moura, 29 anos, foi detido com o arsenal do bando. O MPE não revelou quais desses acusados foram denunciados à Justiça.

Ednaldo Filgueira foi assassinado por volta das 22h do dia 15 de junho deste ano. De acordo com a polícia, ele estava em frente a um imóvel de sua propriedade, onde mantinha um comércio de informática, lan house, provedor de internet e a publicação jornal O Serrano, o primeiro da cidade. Três homens montados em uma motocicleta passaram pelo local e atiraram várias vezes contra a vítima. 

Fonte: Diário de Natal

Nenhum comentário: