i

terça-feira, 27 de outubro de 2009

RN PRODUZ 10 MILHÕES DE BARRIS DE PETRÓLEO A MENOS;

A produção de petróleo no Rio Grande do Norte só faz decair ano após ano. Em nove anos, o volume produzido caiu quase 10 milhões de barris equivalente de petróleo (bep). No ano 2000, o Estado produziu 32,8 milhões de barris, enquanto que no ano passado a produção foi pouco superior a 23,1 milhões de barris. Desde 2004 que a produção local vem em queda, de acordo com dado da Agência Nacional de Petróleo (ANP). Em 2009, a tendência de queda está se mantendo, pelo menos até o mês de agosto. Tais números têm gerado bastante preocupação entre aqueles que estão diretamente envolvidos com a rede de petróleo e gás, bem como de toda sociedade potiguar. A pergunta que todos estão se fazendo é: o nosso estado está fadado a ver uma de suas principais riquezas naturais e econômicas chegar ao fim o mais rápido que o esperado? A preocupação aumentou ainda mais depois que a Petrobras voltou suas atenções para a camada do pré-sal. Numa matéria ao jornalista Magno Alves do Jornal de Fato o presidente do SINDIPERTRO/RN Márcio Dias advertiu que “a sociedade em geral tem que estar atenta para que a Petrobras não diminua os investimentos no Estado, direcionando seus recursos para o pré-sal devido sua alta produtividade”.Para ele, a Petrobras vai ter que tirar dinheiro de algum lugar para investir no pré-sal e um dos prejudicados pode ser o Rio Grande do Norte. Porém, de acordo com a Petrobras não existe motivo para alarde, “pois a diminuição da produção de petróleo no Estado está compatível com o grau de maturidade dos campos”. A Empresa explicou que a queda na produção de petróleo na bacia potiguar se deve ao fato da maioria dos campos terrestres do Estado já estar em produção há 30 anos, sendo considerados campos maduros para indústria do petróleo. Disse ainda que a queda na produção nos percentuais atuais já era esperada. A Petrobras garantiu que está adotando medidas para recuperar a produção, investindo, em 2009, R$ 1,4 bilhão na área de exploração e produção de petróleo. A Companhia está concluindo o projeto de injeção de vapor do Alto do Rodrigues, onde foram investidos cerca de 200 milhões de dólares. Segundo a Empresa, com os investimentos que estão sendo feitos a tendência é que a produção se mantenha estável em 2010, e a partir de 2011 a produção volte a crescer. Entre 2014 e 2015, a Petrobras pretende retomar a produção de 100 mil barris diários de petróleo, número alcançado no auge da produção. A Petrobras afirmou que, apesar do declínio da produção, as atividades não foram reduzidas, e os investimentos foram mantidos. A Companhia destacou que atualmente contribui com cerca de 10 % do Produto Interno Bruto (PIB) de todo o Rio Grande do Norte e que este percentual cresce para 50% quando se trata dos municípios produtores.

Nenhum comentário: